Comitiva gaúcha na prefeitura de Barcelona.

Representantes de Porto Alegre começaram nesta segunda-feira, 22, uma missão político-empresarial a Barcelona, na Espanha, para conhecer a experiência do distrito de inovação 22@Barcelona.

Encabeçado pela prefeitura, o grupo reúne dirigentes do setor de ensino, saúde, pesquisa e empresários da construção civil e do setor de TI. A ideia é buscar inspiração para o projeto de revitalização do Quatro Distrito da capital gaúcha.

“Queremos buscar parcerias para construção de um ambiente de inovação no 4º Distrito. Visitaremos universidades, empresas de tecnologia e órgãos governamentais e apresentaremos as potencialidades de Porto Alegre”, explica o secretário municipal da Fazenda, Jorge Tonetto.

Viaja com Tonetto o secretário Municipal de Urbanismo, Valter Nagelstein. Além dos secretários, estão no grupo o presidente da Câmara Municipal, Mauro Pinheiro e o vereador Kevin Krieger. Do setor de TI, participam José Antônio Antonioni, da Softsul; Eduardo Hahn da Sucesu-RS e Letícia Batistela, da Assespro-RS. 

Também integra a comitiva Jorge Audy, pró-reitor de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento da PUC-RS.

A agenda prevê visitas ao distrito de inovação 22@Barcelona, ao Barcelona Smart City, e a uma série de parques tecnológicos, como a Rede de Parques Científicos e Tecnológicos da Catalunha, o Parque UPC, o Barcelona Synchrotron Park e o Parc Tecnològic del Vallès, além de reuniões com o Secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Barcelona e com o CEO do Escritório de Crescimento Econômico da Prefeitura, Josep Piqué.

A experiência do 22@Barcelona é um dos bechmarks em regeneração de antigas áreas industriais decadentes do tipo que a prefeitura se propõe realizar em Porto Alegre na região do Quarto Distrito.

Um dos maiores projetos do tipo da Europa, o distrito totaliza quase 200 hectares (área dos bairros Floresta, Navegantes, Humaitá, Farrapos e São Geraldo que compõem o quatro distrito, chega a 800). 

Desde 2000, quando iniciou, o projeto já conseguiu atrair 4,5 mil empresas, das quais a metade são startups. A lista de grandes empresas inclui Microsoft, Sanofi-Aventis, Groupalia, Capgemini, Schneider Electric e Indra.

Recentemente, a Cisco abriu no local um centro de inovação focado em Internet das Coisas, com investimentos de US$ 30 milhões.

Essa é a segunda grande missão para o exterior em busca de experiências urbanas inovadoras do governo José Fortunati (PDT).

A primeira foi feita para São Francisco em 2013, com um grupo bastante maior, totalizando 30 pessoas, organizado dentro do projeto CITE (Comunidade, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo).

O roteiro da missão incluiu reuniões com representantes de organizações como San Francisco Park, Jay Primu, Stella&Dot, Singularity University, Linkedin, Google e o Laboratório de Pesquisas da IBM .

O CITE reunia  jovens empreendedores em tecnologia, profissionais referência na área empresarial e acadêmica com uma proposta de “romper o marasmo de Porto Alegre”.

A iniciativa, no entanto, parece ter perdido a força: o grupo não está participando dessa nova missão e a página do Facebook não é atualizada desde agosto de 2014.