AWS E MS NO GRUPO

Globosat: nuvem, é tudo com Microsoft

22/07/2013 13:39

Programadora vai de Windows Azure, enquanto a Rede Globo migrou 64 aplicações para a AWS.

Globosat migrou para para o Windows Azure. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A Globosat, programadora de conteúdo para televisão por assinatura controlada pela Globo Comunicação e Participações (Globopar), atualizou sua plataforma de armazenamento em nuvem da Microsoft: a companhia, que utilizava o System Center 2007, migrou para o Windows Azure.

Detentora de cerca de 40 canais pagos, como Globonews, Multishow, Telecine e outros, a Globosat usava o System Center 2007 para monitorar os serviços disponibilizados na nuvem, cujo provedor de máquinas virtuais era da Amazon, conta Geraldo Pimenta, gerente de Infraestrutura de TI da programadora.

“No entanto, essa ferramenta oferecia um gerenciamento falho, tornando difícil até acompanhar o que estava acontecendo com o seu servidor internamente. Para fazer algo tão simples como criar uma máquina na nuvem, nós tínhamos que entrar num portal que era muito limitado e não funcionava corretamente”, lembra Pimenta.

Como já usava o System Center, a empresa optou por facilitar a atualização da plataforma, migrando para a versão 2012 do Azure.

“As duas ferramentas casaram com o que tínhamos em mente: o gerenciamento em nuvem seguro, fácil e eficiente por meio de uma ferramenta instalada na própria estrutura”, comenta o gestor de TI.

Junto com o System Center 2012, vieram o Hyper-V 3.0 e o Windows Server 2012, ferramentas consideradas pré-requisito na instalação do System Center 2012, responsável pelo gerenciamento do Windows Azure.

A implantação da nova plataforma, comandada pela Lógica, foi feita de dezembro de 2012 a janeiro de 2013 e contemplou todo o departamento de TI da Globosat.

“Em princípio, o benefício está dentro da área de TI, porque nós ainda estamos nos familiarizando com toda a estrutura. Uma vez que a gente tenha dominado totalmente o processo, iremos disponibilizar para as demais áreas”, explica Pimenta.

Segundo ele, alguns benefícios já foram sentidos, como o fato de que antes a equipe levava de cinco a dez dias para criar uma máquina na nuvem, o que hoje ocorre em três cliques.

Além disso, com o System Center 2012 a empresa cria uma máquina na nuvem com mais soluções de monitoramento e distribuição de software, e pode gerenciar e manipular essa máquina como objeto da rede, mesmo estando na nuvem, conta o gestor.

MS E AWS
Se a Globosat deixou de lado as soluções as Amazon, outras ramificações do guarda-chuva Globo acabam de investir na plataforma da companhia norte-americana.

Foi o caso da Rede Globo, que recentemente migrou 64 aplicações, incluindo sistemas de suporte a programas como The Voice Brasil, a novela Avenida Brasil e o Big Brother Brasil, da estrutura da Alog para a AWS, braço de computação em nuvem da Amazon

O projeto foi conduzido pela paulista CredibiliT, que usou toda a camada de managed services da Amazon, ou seja, toda a arquitetura dos ambientes, setups da infraestrutura, suporte on-going, otimização de recursos e uso das funcionalidades da AWS.

O pacote incluiu serviços de EC2, S3, Cloud Front, RDS, DynamoDB, EBS e Elastic Transcoder, tudo voltado a suportar as demandas de horários de pico da emissora, cuja audiência chega a 5.482 municípios do país, atingindo 99,50% da população.

Veja também

PLIM PLIM NA NUVEM
Globo migra da Alog para AWS

Emissora migrou 64 aplicações para a nuvem da Amazon, em um projeto conduzido pela paulista CredibiliT, que usou toda a camada de managed services da fornecedora americana.

POLÊMICA
Para a Globo, Facebook não é importante

Para emissora, rede social não é importante na distribuição de conteúdos, representando menos de 2% na média.

SOLUÇÃO
Processor reforça suporte da Globosat

Programadora de TV por assinatura com atuação na América Latina, obteve uma redução de 47% nos chamados para suporte nos dois últimos anos.

FISL 13
Open source faz sucesso na Globo.com

Divisão online das Organizações Globo reduziu custo de criação de sites em 65% e ampliou o suporte a audiência, mesmo em picos, com open source.

Embratel dá R$ 6,4 mi à Globopar pela Net

A Embratel pagou R$ 6,439 milhões à Globopar por 5,5% do capital votante da GB Empreendimentos e Participações, controladora direta da empresa de TV paga Net.

Com a aquisição, a Embratel tem 54,5% do capital votante e 100% das ações preferenciais da GB.

Globo e RBS terminam parceria em eventos

A Globo e o Grupo RBS romperam a parceria com a GEO Eventos, da qual ambas eram proprietárias, segundo comunicado divulgado nesta quinta-feira, 16.

No comunicado, as companhias afirmam que a decisão visa a manter as companhias focadas em seus segmentos core business.

Além disso, a Globo informou que pretende montar uma plataforma de eventos, voltada a esportes, entretenimento e negócios.

Net e Globosat levam programas de TV à web

Net e Globosat anunciaram nessa quarta-feira, 10, que irão unir forças para exibir programas de TV na internet através do portal Muu, recém-lançado.

O espaço que agregará os vídeos veiculados pelos canais da programadora, como os da Rede Telecine, do SporTV e do gente, permitindo aos assinantes assistir aos programas de qualquer computador ou dispositivo móvel conectado.

Netflix terá parceria com Globo, diz jornal

O Netflix está trabalhando numa entrada entrada com força na América Latina, revela o jornal norte-americano Financial Times nessa segunda-feira, 09.

Segundo a publicação, a empresa, que trabalha com a locação de filmes e séries de TV, estaria prestes a anunciar acordos com empresas como a rede Rede Globo para transmissões por streaming online de novelas da transmissora, por exemplo.

ClickOn vende 40% e ganha força da Globo

A Mosaico,  empresa de investimentos em negócios de Internet das Organizações Globo, comprou 40% do site de compras coletivas ClickOn.

Este é o  quarto investimento da Mosaico, que já fez aportes no site de viagens Mundi, na Gazeus, desenvolvedora de jogos online em redes sociais, e no site Zoom, voltado para apoio a compras, que será lançado oficialmente no segundo semestre

Globo recruta afiliadas para briga na web

A Rede Globo quer chegar a 12 portais regionais de afiliadas numa única plataforma, ainda em 2011.

Unir as retransmissoras faz parte da estratégia da matriz para ter mais força na briga por espaço na internet, onde compete com portais como UOL e Terra, na oferta de conteúdos diversos.

MODELO PARA GS1 GLOBAL
GS1 Brasil: CNP na nuvem da MS

Entidade lança o Cadastro Nacional de Produtos, plataforma baseada em Internet quer roda na nuvem Azure, da Microsoft, e tem recursos para gestão e controle de numeração de mercadorias cadastradas nos padrões globais.

FAST MAIL
BK Brasil migra e-mail para nuvem da MS

Por hora, são 350 contas migradas. Previsão é chegar a 650 até o final de 2013.

NUVEM EXPRESSA
Agência Trii: TI operando na AWS em 36 horas

Serviço promete disponibilizar aplicativos e sistemas na nuvem da AWS em 36 horas e reduzir TCO.

QUALIFICANDO
AWS lança programa de certificação em cloud

Certificado mede as habilidades dos profissionais no projeto e desenvolvimento de aplicações nas tecnologias da empresa norte-americana.

NUVEM
Resource vende nuvem da AWS

Empresa incrementa lista de canais da AWS na América Latina, que soma 300, dos quais 200 são do Brasil.