Franklin Valadares, Antonio Carlos Soares e Patrick Lisbona. Foto: Divulgação.

Antonio Carlos Soares e Patrick Lisbona, ex-sócios da Aorta agência de mobilidade adquirida pelo grupo Mobi em janeiro, acabam de fazer uma rodada de investimento semente na Runrun.it.

A empresa é dona de um software na nuvem para gestão de equipes e foi criada pelo x-CTO da Aorta, Franklin Valadares. O valor do aporte não foi revelado, apenas que em conjunto os três sócios já aplicaram US$ 500 mil no produto.

Com o aporte, Soares passa a ser o CEO da empresa.

“Vamos focar inicialmente no mercado brasileiro, mas o Runrun.it já está disponível também em inglês, para buscarmos presença global desde o princípio”, diz Soares.

AORTA
Quando foi comprada pela Mobi, grupo de empresas do ramo de mobilidade controlado pelo Grupo RBS, a Aorta tinha mais de 100 funcionários e escritórios em São Paulo e Belo Horizonte e um faturamento de R$ 10 milhões em 2010.

Segundo a .Mobi, o negócio formou a companhia maior companhia de mobile marketing e mobile advertising do país, com a incorporação de 50 marcas ao seu portfólio, além de um incremento no faturamento de 45%, para R$ 30 milhões

Gustavo Ziller, diretor geral e sócio da Aorta, continuou no comando da companhia.