Daniel Kafruni, diretor da Trace Sistemas.

A Trace Sistemas deu início a uma nova estratégia de produto, com o lançamento de forma stand alone do que eram módulos da solução de gerenciamento de projetos TraceGP.

Até agora, já foi lançado o TraceGP Now!, uma versão de instalação simplificada do software para empresas menores e o TraceGP agile for Scrum, focado em companhias que trabalham com desenvolvimento ágil.

Devem vir ainda até o final do ano novos softwares voltados para BPM e projetos baseados nas práticas do PMI.

“Estamos respondendo a um feedback de mercado. A ideia é que as empresas possam ter uma porta de entrada facilitada para um portfólio maior de produtos”, afirma Daniel Kafruni, diretor da Trace Sistemas.

De acordo com o executivo, TraceGP Now! é destinado a atender demandas de empresas pequenas e médias, com entre 100 e 300 usuários da solução.

Ao contrário do pacote completo do TraceGP, que necessita customização nos clientes com ajuda de consultores que podem atuar até 300 horas no cliente – empresas de grande porte com milhares de usuários – o TraceGP Now! já tem melhores práticas parametrizadas.

O software pode ser usado após um período de treinamento entre 16h e 40h, é oferecido em cloud computing e custa uma fração do preço da solução completa. Até o final do ano, a expectativa são 25 novos clientes para a ferramenta, a metade da base atualmente usuária do TraceGP.

Já o TraceGP Agile for Scrum – disponível em versão trial – transfere para tablets, smartphones e PCs via browser os processos que no mundo do desenvolvimento ágil são feitos com os já famosos posts its na parede.

O projeto piloto da novidade foi feito no Terra, que já era cliente do TraceGP e possui times focados em desenvolvimento ágil. Todos os cinco gerente de projetos da Trace alocados na iniciativa se certificaram Scrum Master.

“A ideia é dar aos gestores de projetos ágeis funcionalidades que permitam comparar o desempenho entre projetos, por exemplo”, explica Kafruni.

De acordo com o diretor da Trace, a ideia é vender a solução online, oferecendo inclusive o treinamento pela Internet.

A solução é oferecida a todos os clientes que já tem o TraceGP tradicional para gerir seus times ágeis, mas a ideia é atingir o número crescente de startups e empresas de desenvolvimento que tem baseado seus processos em métodos ágeis, comenta Kafruni, sem abrir metas comerciais.