A startup Curupira, que vende e planta árvores, já faz parte do processo. Foto: flickr.com/photos/97797311@N00.

A aceleradora Wow divulgou as três primeiras a empresas a receberem investimentos entre R$ 50 mil a R$ 150 mil cada uma.

O Busca Acelerada, do Rio Grande do Sul, é um site de pesquisa de ofertas de veículos por região. O CEO da empresa é Luiz Junior, um ex-analista da RedeHost. A companhia já foi eleita pela SAP Latin America como The Best Big Data Solution durante o SAP Startup Forum 2013.

O Curupira, de Santa Catarina, vende árvores pela internet com o objetivo de recuperar florestas e compensar CO2. Um dos sócios é Wellington Machado, ex-CEO da Neogrid.

De São Paulo, a Zoomyard é uma plataforma social para descobrir, seguir e contratar fotógrafos e cinegrafistas profissionais. José Figueiredo é o CEO. O jovem atuou no último ano e meio no fundo de investimento Rocket Internet em Londres e no Brasil, onde participou no desenvolvimento de negócios da investida Dafiti.

Para André Ghignatti, diretor-executivo da WOW, os empreendedores brasileiros ainda não contam com um consistente ecossistema de apoio, justamente na fase inicial, a mais crítica para qualquer empresa.

Por isso, a expectativa da aceleradora é contar com 20 startups nos próximos dois anos. O próximo processo seletivo já está aberto e busca cinco companhias.

“A Wow foi idealizada de forma a oferecer todos os subsídios necessários para uma empresa iniciante. Oferece capital financeiro, infraestrutura e capital intelectual, na forma de mentoria, capacitação e extenso networking", destaca o diretor. 

Com 50 investidores, a Wow não está associada a nenhuma instituição de ensino ou pesquisa. Tem como objetivo apoiar o empreendedorismo e conectar investidores e empreendedores. Entre os mercados-alvo estão: agronegócios, biotecnologia e saúde, energia e eficiência, internet e mobile B2B, óleo e gás, tecnologias para varejo.

Alguns dos nomes envolvidos são Jaime Wagner, fundador e diretor da PowerSelf e ex-presidente da Plug In, Cássio Bobsin Machado, co-fundador da Zenvia e do MobiGroup e Bruno Peroni, que é sócio da Semente Negócios Sustentáveis, além do próprio Ghignatti, ex-CEO da Neogrid, atualmente membro do conselho da multinacional catarinense.

As empresas interessadas podem se inscrever até o dia 31 de dezembro pelo link http://wow.ac/aceleracao.