Thiago Saldanha, CTO da Sinqia. Foto: Divulgação.

A Sinqia (empresa de tecnologia para o setor financeiro chamada até o ano passado de Senior Solution) captou R$ 362 milhões com uma oferta subsequente de ações. 

O aporte deve colaborar com o objetivo de ter um novo ciclo de crescimento e continuar com a estratégia de aquisições.

"Depois do sucesso exponencial conquistado nos últimos anos, a Sinqia está construindo os pilares para atingir uma nova fase de crescimento, ainda mais acelerada", explica Luciano Camargo, vice-presidente e cofundador da Sinqia.

Em maio, a empresa firmou um acordo para adquirir a Softpar, fornecedora de software para bancos, financeiras e agências de fomento. O preço de compra inicial foi de R$ 32 milhões, composto por uma parcela à vista de R$ 18 milhões e uma parcela a prazo de R$ 14 milhões, a ser paga em 5 prestações anuais a partir do próximo ano.

Dois meses antes, a Sinqia adquiriu a ADSPrev, fornecedora de software para entidades de previdência, por R$ 14 milhões. Também em 2019, a empresa comprou a Atena Tecnologia por R$ 9 milhões.

Já em outubro de 2018, a companhia anunciou a aquisição da ConsultBrasil, fornecedora de software para os segmentos de bancos, financeiras, corretoras e distribuidoras. A companhia foi comprada por R$ 6,8 milhões, incluindo dívidas.

Além da nova captação, a Sinqia também tem novidades em relação ao time, com duas novas lideranças. A empresa agora conta com Thiago Saldanha e Leo Monte como CTO e CMO, respectivamente.

Com cerca de 20 anos de experiência no mercado de tecnologia, Saldanha assumirá o desenvolvimento das plataformas de software. Ele deve conduzir também um processo de transformação digital e inovação na operação.

Nos últimos três anos, Saldanha atuou na Adfy, onde foi head de tecnologia e Agile. Antes, foi CTO da GR1D, plataforma de monetização e distribuição de APIs.

Já Leo Monte estará à frente do marketing e inovação. Ele também atuou na GR1D entre 2017 e 2019. Além disso, foi head de produto e marketing da BovControl entre maio e setembro, baseado no Vale do Silício.

A Sinqia fechou o ano de 2018 com receita líquida de R$ 142,1 milhões, o que representou um aumento de 5,3% em relação ao resultado de 2017. Esse foi o 14º ano consecutivo de crescimento da empresa.

Desde a mudança de nome, em dezembro de 2018, a Sinqia também decidiu renomear todo o seu portfólio de produtos, oriundo das diversas aquisições. A companhia atua hoje com algumas marcas de softwares (Sinqia Bancos, Sinqia Fundos, Sinqia Previdência e Sinqia Consórcios) e duas de serviços (Sinqia Outsourcing e Sinqia Consulting).