David Abuhab e Cristian Aquino, sócios da Vejo ao Vivo. Foto: André Kopsch/ divulgação.

Para ver como são as ruas das cidades brasileiras, você já deve acessar o Street View, do Google. Agora, para ver imagens ao vivo delas, uma startup joinvilense colocou no ar o Vejo ao Vivo.

Com uma proposta semelhante a sites internacionais como o Earthcam, que mostra live feeds (vídeo ao vivo) de todo o mundo, o Vejo ao Vivo se concentra nas cidades brasileiras, abrangendo 19 delas em cinco estados.

Concebido originalmente pelo sócio-fundador Cristian Aquino, o projeto nasceu como uma forma de ver ao vivo pela internet o tempo e o trânsito em pontos de Joinville e praias de região, com apenas cinco câmeras.

Implantada no início de 2012, a idéia logo começou a ser usada por um grande número de habitantes na cidade, o que fez o site expandir sua base. Em junho, o Vejo ao Vivo já contava com quinze câmeras ligadas, todas na região de Joinville.

Com a chegada de três novos sócios em julho, o que começou como um hobby iniciou o seu plano de expansão, com novos investimentos e aumentando para quinze o seu quadro de colaboradores.

Até então, toda a operação era feita por Cristian, que supervisionava o sistema e implantava as câmeras.

Um dos novos sócios, David Abuhab, é filho do presidente da joinvilense Neogrid, Miguel Abuhab, que participa nas decisões da startup, integrada na holding Miguel Abuhab Partipações (MAP).

Os outros sócios da startup são Rubem Henrique, diretor de inovação, e o diretor executivo Ricardo Machado, profissional com história na Datasul, empresa referência na TI da região, fundada e presidida por Miguel Abuhab até ser vendida para a Totvs em 2008, em um negócio de R$ 700 milhões.

ESTRUTURA
Atualmente o Vejo ao vivo possui uma rede de 170 câmeras em funcionamento em onze cidades catarinenses, três no Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Pelotas e Santa Cruz do Sul), duas no Paraná (Curitiba e Guaratuba) e Espírito Santo (Vila Velha e Vitória), e na capital do Rio de Janeiro.

Nos grandes centros, a empresa já conta com representantes que fazem a manutenção dos equipamentos. Em cidades do interior, a empresa conta com parceiros homologados para fazer este serviço.

Segundo David Abuhab, que é gerente de marketing, até dezembro a empresa planeja chegar ao nordeste, instalando câmeras em Recife, Fortaleza e Salvador. Até o final de 2013, o plano é estar em todas as capitais e principais cidades turísticas do país.

"Também queremos instalar câmeras em rodovias de grande movimento como a BR-101 em Santa Catarina, que é monitorada pela concessionária, mas que não abre suas imagens aos motoristas", explica.

AO VIVO
Para David Abuhab, o objetivo do site continua o mesmo, que é mostrar ao vivo condições de trânsito, situação das praias e clima em diversos pontos de diferentes cidades, com um atraso de no máximo cinco segundos.

"É um serviço para o usuário final basicamente, mas fazemos parcerias com prefeituras para transmitir festas como a que realizamos em Santa Cruz do Sul durante a Oktoberfest", revela.

Conforme explica o executivo, as câmeras são colocadas em prédios particulares, geralmente em locais com vista para vias de grande circulação e pontos turísticos das cidades.

"Os locais que cedem seus espaços para que coloquemos nossas câmeras são citados como apoiadores, ganhando publicidade no nosso site", afirma.

FATURAMENTO
Gratuito para o usuário final, a startup pretende investir na publicidade para gerar receita com o Vejo ao Vivo. No entanto, como afirma David Abuhab, a intenção imediata é outra, focando em divulgação e aumento de visitas.

"Estamos em nossa versão beta, investindo para ter uma base forte de feeds (links ao vivo) e atrair visitantes. Para isso, no começo de 2013 vamos lançar uma nova interface web e plataformas mobile para iOS e Android", afirma.

De acordo com Abuhab, a empresa também examina parcerias com iniciativas públicas ou privadas, com o uso da tecnologia como uma plataforma com fins de segurança ou de divulgação de eventos.

"Ainda estamos trabalhando na nossa oferta de produtos, que devemos apresentar a clientes em potencial no próximo ano, assim que lançarmos o novo portal", finaliza.