4G da Oi agora em Curitiba. Foto: divulgação.

A Oi anunciou o início de sua operação 4G em Curitiba e São Paulo nesta sexta-feira. É a última operadora das quatro principais do país a liberar o serviço nas duas capitais, chegando cerca de seis meses depois do lançamento da TIM, Claro e Vivo.

Segundo destaca a operadora, os clientes podem contratar os pacotes LTE por franquias partir de R$ 59 mensais no plano de Internet para celular com 5 GB de dados, sem incluir o pacote de voz.

A chegada do serviço também tem a ver com a determinação da Anatel, que prevê que todas as operadoras disponibilizem seus sinais 4G nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 até dezembro.

"Estamos há dois meses fazendo tudo para afinar o 4G em São Paulo, porque se trata de um público extremamente exigente. Agora atingimos a qualidade que desejávamos", disse à Reuters Roberto Guenzburger, diretor de produtos móveis da Oi.

Até então, a operadora só oferecia a Internet móvel de quarta geração nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador, sedes da Copa das Confederações, que segundo a Anatel, tinham que ter o serviço ainda em maio. Desde então, nenhuma nova cidade chegou a ser incluída no serviço.

Segundo declarou Zeinal Bava, presidente da Oi, em entrevista ao Baguete em outubro, a partir do final de novembro a empresa fará um roll out de ativações nas cidades-sede da Copa, incluindo Porto Alegre.

Até 31 de dezembro, a companhia também pretende levar o 4G para Campinas e São Bernardo do Campo, em São Paulo, além de mais 14 cidades no país, atendendo à estipulação de prover 50% de cobertura do 4G nas cidades até 31 de dezembro.

Segundo a telecom, a cobertura 4G em São Paulo abrange 73% da área urbana da cidade.

Com 14 modelos de smartphones compatíveis com a tecnologia, a Oi oferece aparelhos com preços a partir R$ 899, até o mais caro iPhone 5S, que sai por salgados R$ 3.599.

Até o fim de novembro haverá quatro novos modelos, totalizando 18 smartphones compatíveis com a rede de quarta geração.

Segundo dados do Teleco, a Oi ocupa a lanterna no ranking de acessos 4G no país, com cerca de 18,5 mil acessos registrados em outubro, atrás da Claro (37 mil), TIM (52,5 mil) e Vivo (70 mil).