Software substitui os tradicionais slides. Foto: flickr.com/photos/juditk.

O Prezi, software na modalidade cloud de apresentação que substitui os tradicionais slides, superou o número de 1,25 milhão de usuários no Brasil. Antes do lançamento no país, em setembro, eram apenas 500 mil usuários. 

Nesse período, houve 26% de aderência. O faturamento também aumentou: 62% em seis meses.

Atualmente, 30 milhões de pessoas em 190 países utilizam a ferramenta profissionalmente na capitação de novos clientes, venda de produtos e exposição de trabalhos, por tornar a exibição mais atrativa.

A cada mês dos últimos seis meses, 1,5 milhão aderiram ao software, o que representa uma alta de 50%.

A ferramenta é compatível tando para Windows quanto para Mac e o acesso às apresentações pode ser feito online e offline, também por smartphones e tablets. Quanto a colaboração, até 10 pessoas podem contribuir ao mesmo tempo em um documento e até 30 podem ver, simultaneamente, uma exposição.

Destinado a usos profissionais, conta com modelos para reuniões, colaboração e planejamento estratégico. 

Para acompanhar essa evolução, escritórios foram abertos em São Francisco, nos Estados Unidos, e em Budapeste, na Hungria. Além disso, a tradução foi feita para o japonês, coreano e espanhol.

A expansão conta também com novas contratações como Tobey Fitch, ex-Apple, para chefia de RH e Performance Organizacional; Karen Tang, que trabalhou com o Google Maps, como chefe de Atendimento; e Scott Kabat, dirigiu a equipe para o lançamento da marca Flip, comprada pela Cisco em 2009, é o novo diretor de Marketing.

O Prezi conta agora com 170 colaboradores em 24 países.