A B.blend, joint venture entre Whirlpool e Ambev, adotou o SAP Business One. Foto: Divulgação.

A B.blend, joint venture entre Whirlpool e Ambev que atua com bebidas em cápsulas, adotou o SAP Business One para gerenciar o fluxo operacional e gestão dos negócios e dar suporte aos planos de expansão e crescimento. O projeto foi desenvolvido pela Ramo Sistemas.

A empresa, com matriz em São Paulo e filial em Sete Lagoas, comercializa máquinas, cápsulas e acessórios por meio da loja on-line.  

No final de 2015, com os planos de expansão da empresa, foi percebida a necessidade de implementar um sistema integrado de gestão que otimizasse os controles internos. 

“A Ramo Sistemas se mostrou uma empresa com o mesmo perfil inovador da B.blend, com a oferta de implementação do SAP Business One com rapidez e eficiência, além de dar todo o suporte aos processos e rotinas da empresa”, afirma Rubens Padilla, diretor financeiro da B.blend.

O projeto foi modular e acompanhou o andamento dos processos para adequação das soluções nas áreas estratégicas, cobrindo todo o ciclo de gestão, como administração, estrutura organizacional, vendas e áreas contábeis e financeiras. 

“O principal desafio da Ramo Sistemas foi movimentar todas as informações da B.blend em pouco tempo e atender às necessidades da companhia por controle de gestão. Conseguimos atender a essa demanda sem prejudicar o andamento dos negócios”, comenta Décio Krakauer, presidente da Ramo Sistemas.

Hoje, a B.blend conta com 27 funcionários diretos, além de prestadores de serviços. 

A plataforma de bebidas em cápsulas all-in-one do da empresa prepara mais de 25 sabores de bebidas quentes, geladas, com ou sem gás, além de ser um purificador de água. 

Com 460 projetos implantados, a Ramo é a principal parceira para SAP Business One no Brasil. No último ano, o faturamento da empresa cresceu 29%, para R$ 30,6 milhões. 

Além dos projetos fechados diretamente, a Ramo é o que dentro da nomenclatura da SAP se chama de uma Master VAR, o que significa que ela pode cadastrar e treinar revendas, os chamados EBMs, como a Supertech Consulting.