Robinson Klein. Foto: divulgação.

A Cigam, empresa de Novo Hamburgo e desenvolvedora de softwares de gestão anunciou um faturamento de R$ 45 milhões em 2013, um crescimento de 8% em relação a 2012.

No ano anterior, a companhia contabilizou uma receita de R$ 42 milhões em suas operações. Já de olho em 2014, a empresa estima um crescimento de 22%.

Segundo a desenvolvedora, os resultados positivos da empresa são fruto de planejamento adequado, lançamento de produtos e investimento em marketing, recursos humanos e inovação.

Em 2013, a Cigam se tornou participante do projeto Extensão Produtiva e Inovação, do Governo do Estado, focando no aumento de produtividade e fomentando a cultura da inovação e busca por novas tecnologias.

Além disso, a companhia ingressou na aceleradora Ventiur.net, investindo em duas startups locais, a Beonpop e Papadívidas.

Além disso, o ERP Cigam foi adaptado para atender o e-Social, projeto do Governo Federal que faz parte do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) e visa a unificar, por meio digital, todas as obrigações trabalhistas e fiscais das empresas em relação aos seus empregados.

De acordo com Robinson Klein, diretor de Mercado da Cigam, o ano de 2014 será complicado mas com oportunidades de crescimento - um total de 22%, sendo 10% orgânico e 12% por aquisições.

“Nosso planejamento conta com essas variáveis e já definimos ações para garantir um bom início de ano. Acreditamos que a prioridade das empresas este ano será automação de processos, gerando ganhos de produtividade e melhores resultados”, conclui.

Com 20 anos de mercado, a Cigam possui o primeiro lugar na base de ERPs no Rio Grande do Sul e quinta no território nacional, com uma carteira total de 3,5 mil clientes. Atualmente, a empresa tem 42 unidades no país e uma no México, abrigando um total de 700 profissionais oferecendo soluções em ERP, CRM, BI, RH e Mobile.