Falta pouco para a Virgin chegar ao Brasil. Foto: flickr.com/photos/actualitte/838366482.

A Virgin Mobile Latin America firmou um acordo com a Telefônica Vivo para trazer seu serviço de telefonia no formato de operadora móvel com rede virtual (MVNO, na sigla em inglês).

Segundo informações da Computerworld, a operadora fundada pelo ricaço Richard Branson irá lançar sua terceira operação no México em 2014 e o plano para o Brasil é lançá-la o mais rápido possível.

Como operadora virtual, a Virgin Mobile México e Brasil terão sua operação comercial própria, mas utilizarão as redes locais da Telefônica em cada um dos países.

Com a parceria com a Vivo, agora a Virgin necessita da liberação junto à Anatel. A filial brasileira da companhia apresentou nesta quinta-feira, 23, o pedido da licença junto à agência reguladora.

Com a entrada do México e Brasil, a multinacional passará a ter quatro operações na América Latina. Segundo a companhia, estas iniciativas chegam no rastro das boas experiências no Chile e Colômbia.

Experiência neste modelo a Virgin tem, já que criou o modelo MVNO, no qual começou na década de 90 no Reino Unido e se destacou por sua estratégia de marketing voltada ao público jovem.

Em comunicado à imprensa, o presidente da VMLA, Phil Wallace, afirmou que o sucesso das MVNOs da Virgin em todo o mundo é um acordo equilibrado de compartilhamento de rede e um sólido relacionamento com um parceiro com rede de alta qualidade.

"Este é o primeiro passo de nosso processo no México e Brasil para atingir o mesmo nível de atendimento que nossos clientes desfrutam no Chile e Colômbia", frisou.

O dono do grupo Virgin, Sir Richard Branson, também se manifestou sobre o anúncio das novas operações no México e Brasil.

"Ambos os mercados valorizam serviços inovadores e voltados para o cliente como os oferecidos pela Virgin", avaliou o empresário.