Leonardo Farah.

Leonardo Farah não é mais CEO da Toccato, empresa catarinense que é um dos maiores distribuidores da multinacional de software de análise de dados Qlik no Brasil.

A companhia comunicou os clientes do desligamento de Farah em um e-mail enviado na quinta-feira, 17.

"O colaborador Leonardo Farah, que exercia a função de CEO da Toccato, deixa de fazer parte de nossa equipe", resume o e-mail, que agrega também que o executivo "nos ajudou à alcançar os objetivos e colaborou com o crescimento do nosso ecossistema".

Não está claro o que acontece daqui para frente. Procurada pela reportagem do Baguete, a Toccato preferiu não comentar o assunto.

O e-mail enviado para os clientes, com o assunto “DESLIGAMENTO” foi assinado por Perácio Ferreira, um dos diretores da companhia, mas não chega a esclarecer se Ferreira é o novo CEO, atua como interino ou se a posição está em aberto.

Farah, um executivo da área de gestão com passagens por Unimed, Brev Soluções Imobiliárias e no banco ABN AMRO, entrou na Toccato em 2014, como diretor de planejamento estratégico, para assumir o cargo de CEO em 2016.

A Toccato foi fundada em 2006 por Simoni Oliani. Quando da entrada de Farah como CEO, a empresa anunciou que ela passaria a atuar como “founder”, visando “detectar oportunidades de negócios a médio e longo prazo”.

Tentativas de trazer executivos de fora para substituir os fundadores de um negócio são movimentações complexas. A Totvs fez uma movimentação similar em 2016, para mudar o curso seis meses depois. No final de 2018, a gigante brasileira anunciou um novo presidente.

A Toccato é uma das maiores parceiras da Qlik no país, com uma base de 900 clientes e dezenas de canais abaixo dela. É uma situação similar à das paulistas Nórdica e Inteligência de Negócios, que até uma década atrás dominavam o negócio Qlik no Brasil.

De alguns anos para cá, no entanto, a Qlik vem reforçando sua presença direta com a contratação de mais executivos locais e algumas novas parcerias.