O Centro Europeu acaba de lançar a Universidade das Startups. Foto: Divulgação.

O Centro Europeu, instituição curitibana que atua há quase 25 anos na área da educação, acaba de lançar a Universidade das Startups (UniStart), um núcleo de empreendedorismoque inclui um programa de aceleração.

Desenvolvida em parceria com o Instituto Brasileiro Qualidade e Produtividade (IBQP), a UniStart oferece uma atmosfera de inovação e estrutura física completa. 

“A Universidade das Startups foi desenvolvida para pessoas que querem gerar e aprimorar ideias, com o objetivo de criar empreendimentos de alto impacto. Aqui os empreendedores vão participar das mais modernas práticas de inovação, além de atuar em equipes com espírito colaborativo, integrador e com visão sistêmica”, explica Ronaldo Cavalheri, diretor geral do Centro Europeu. 

A metodologia da UniStart foi desenvolvida em parceria com consultores do IBQP, baseada em experiências do mundo empresarial internacional. O método inclui abordagens que são referências internacionais, como a da Oxford Leadership Academy, Teoria U, World Café, Andragogia, Design Thinking, Lean Startup e Investigação Apreciativa.  

O programa da universidade, totalmente gratuito, é dividido em três etapas: geração de ideias, incubação e aceleração. 

Na primeira etapa, que acontece entre os meses de maio e junho, os 80 participantes selecionados participam de palestras e fazem uma imersão no ambiente que pretendem inovar.  

Já na segunda etapa, que ocorre entre julho e agosto, com 60 participantes serão formados grupos de quatro pessoas para dar continuidade a ideia gerada na etapa anterior. 

“O objetivo aqui é incubar as novas ideias e aprimorar o relacionamento entre os componentes de cada grupo”, explica Cavalheri. Nesta etapa serão selecionadas as melhores propostas para participar da etapa final. 

A última etapa de desenvolvimento é a aceleração, que vai acontecer entre setembro e novembro. Dez equipes de quatro pessoas passarão por um processo de aprimoramento das propostas de valor e dos seus modelos de negócios a partir das ideias incubadas.

“Para participar, os futuros empreendedores devem escrever sobre dois aspectos que serão avaliados por uma banca: o nível de interesse na UniStart e o grau de compromisso com o programa, além de seu propósito de vida e porque considera a sua ideia é relevante para o mundo”, completa Ronaldo Cavalheri. 

As inscrições para a UniStart são gratuitas e estarão disponíveis no site a partir do próximo dia 9 de abril.