Marcelo Toledo, CTO do grupo LTM. Foto: Divulgação.

O Grupo LTM, empresa de gestão de programas de fidelidade, está em processo de migração de dados para a nuvem Azure, da Microsoft.

“Com o projeto em andamento desde o final do ano passado, o plano é ter até 80% das campanhas gerenciadas pela empresa no ambiente cloud até junho”, relata Marcelo Toledo, CTO do grupo LTM.

Toledo chegou a empresa há poucos meses, vindo da Oi Internet, onde também atuava como CTO. Antes, foi diretor da Vex até sua venda para Oi. O executivo também foi fundador e CEO da Payleven.

Para o projeto de migração para a nuvem, o grupo conta com apoio direto da Microsoft. A empresa ainda contratou neste ano Erick Albuquerque, certificado como MVP pela Microsoft, para atuar como coordenador de infraestrutura de TI com foco na iniciativa.

Albuquerque veio da Softline Brasil, em que atuou como gerente de vendas para tecnologias Microsoft. Entre 2010 e 2012, o profissional foi especialista de infraestrutura da RedeTV!. Ele ainda passou por empresas como Zap e Votorantim Cimentos.

Segundo Toledo, a migração para a nuvem no grupo busca a alta disponibilidade dos serviços, a escalabilidade e um melhor custo-benefício.

“A empresa tem picos de acesso em campanhas sazonais como o Black Friday. Com a plataforma em nuvem, evitamos a infraestrutura ociosa e equilibramos os custos de acordo com o uso”, explica.

A mudança afeta a plataforma WebPrêmios, utilizada por mais de 150 empresas para gerenciar cerca de 300 campanhas de fidelidade. No site, que funciona como um catálogo de recompensas, os usuários tem acesso a opções de troca como combustível, crédito de celular e pagamento de contas básicas até passagens aéreas, pacotes de viagens e carros e motos.

O Grupo LTM, maior gestor de programas de fidelidade do Brasil, tem oito anos de mercado. A empresa conta com clientes como Cielo, Shell, Bayer, Nestlé e P&G. O grupo cuida de toda a gestão de loyalty, desde a campanha até a entrega dos prêmios para o consumidor final.

Além da migração para a nuvem, a empresa tem apostado em outros investimentos em tecnologia.

No ano passado, o Grupo LTM investiu R$ 400 mil em uma plataforma de business intelligence da Qlik. A empresa adotou a tecnologia com o objetivo de organizar e aproveitar a alta gama de dados gerada pelo seu negócio. O projeto foi conduzido pela Inteligência de Negócios (IN).