STARTUPS

Knowe.co: o Uber do coaching?

23/03/2017 12:37

A startup foi fundada por executivos brasileiros do mercado de RH.

Bruno Negretti.

Tamanho da fonte: -A+A

Começou a funcionar no Brasil a Knowe.co, uma startup fundada por executivos brasileiros do mercado de RH com um modelo de negócios que se assemelha a um Uber para o mercado de aconselhamento profissional.

A plataforma conecta os conselheiros com os interessados por videoconferência e tem três modelos de serviço com preços diferentes.

No nível apprentice, o aconselhamento é feito por estudantes universitários, estagiários e recém formados, para auxiliar pessoas na escolha de cursos, expectativas da universidade e similares. O preço é US$ 39 por hora.

Já no nível market, temos pessoas com ensino superior, com experiência profissional de dois a nove anos, especialistas e analistas, a um preço de US$ 59,99 e no Expert profissionais com mais de 10 anos de experiência no mercado, que ocupam cargos estratégicos e de liderança, por US$ 79,90.

O ganho não é só financeiro. A ideia é que os chamados advisors aumentem seu network e visibilidade de mercado. 

A empresa afirma ter 400 executivos oferecendo aconselhamento na plataforma, incluindo nomes como Giovane Costa, vice presidente de Recursos Humanos da Telefônica Brasil; Mônica Sacarelli, sócia e fundadora da Rico.com.vc e Felipe Carvalho, gerente de operações do BTG Pactual.

A proposta da Knowe.co é ser um serviço global e a lista inclui profissionais Brasil, Chile, EUA, Austrália e Espanha.

O time por trás da empresa é Bruno Negretti Soares, ex-diretor de Financial Services e Latam Business na Page Executive; Stephanie Passos, profissional que também tem uma passagem pela Page em São Paulo e estava em Nova Iorque pela Marlin Hawk, outra empresa de RH multinacional e Ramón Stortini, executivo de vendas com experiência na área de aviação com passagem por GE e LATAM.

“Por ser um momento ainda instável em relação a empregos, identificamos aqui uma dor latente relacionada ao nosso negócio: nem todos sabem qual caminho seguir e quais decisões tomar”, afirma Negretti, explicando a escolha pelo Brasil para o começo do serviço.

Logo no início do planejamento e desenvolvimento do negócio, a startup arrecadou US$ 100 mil de investidores-anjo e está negociando um segundo aporte de US$ 500 mil.

Veja também

CARREIRA
Ex-Itaú é diretora de RH da Totvs

Nos últimos 10 anos, Rita Pellegrino atuou no Itaú, onde foi gerente de RH.

CARREIRA
LinkedIn lança plataforma para freelancers

O objetivo é conectar serviços oferecidos por freelancers a consumidores ou pequenas empresas.