Silvio Maemura, CEO da Pitney Bowes no Brasil. Foto: divulgação.

A Pitney Bowes, empresa de tecnologia, produtos e soluções para o gerenciamento postal e de documentos, na sua estratégia de reforma da operação no Brasil, anunciou Silvio Maemura como novo CEO nacional da companhia

Engenheiro eletrônico formado pelo ITA, Silvio Maemura tem mestrado Acadêmico em Economia de Empresas pela FGV e fez o programa de Gestão Executiva na Graduated School of Business de Stanford University.

Nos últimos seis anos atuou como gerente geral da HP Software, antes foi gerente geral da NEC Solutions e também trabalhou nas empresas IBM, Itautec e Hitachi.

Sob o comando de Maemura, a previsão da companhia, que no país é uma joint venture entre a Pitney Bowes Inc. e o Grupo Semco, é de crescer acima de 30% por meio de parcerias e expansão mais agressiva, nos segmentos financeiro, comércio eletrônico, telecomunicações e utilities.

Outra frente de investimento da companhia é em Pesquisa e Inovação. Somente em 2012 o investimento em P&I foi na casa dos US$ 137 milhões.

A Pitney Bowes companhia tee ano passado, obteve uma receita anual de US$ 4,9 bi, e um fluxo de caixa na casa dos US$ 769 milhões, com 68% deste faturamento vindo dos Estados Unidos

No entanto, com as recentes crises econômicas Americana e Européia, a tendência é de buscar novos mercados para dar foco e com os resultados apresentados, o Brasil se torna um mercado-chave para os investimentos da companhia.

Atualmente, o país responde por 47% do faturamento da operação América Latina, e o objetivo é chegar perto dos 60% nos próximos anos. Em termos mundiais, o Brasil foi a região que mais cresceu em 2012, chegando a 60% de expansão da receita operacional.

“Até 2012 os Estados Unidos eram o mercado mais importante para a Pitney Bowes. Agora a situação é diferente. A estabilidade do mercado brasileiro e o crescimento econômico posicionaram o Brasil como uma das iniciativas mundiais da corporação”, finaliza Maemura.