Carlos Augusto Gordilho.

Carlos Augusto Gordilho, ex-sócio na Mooven, startup de desenvolvimento ágil de software, acaba de ser contratado como head de vendas da operação brasileira da ThoughtWorks, uma multinacional atuante no mesmo ramo. 

A passagem de Gordilho pela Mooven no entanto foi curta: 11 meses.

O background do executivo é em companhias de porte muito maior e abordagens mais tradicionais como IBM, no qual atuou na unidade de serviços de TI e integração de sistemas Global Services por seis anos; na Accenture, onde foi diretor de vendas e novos negócios no mercado de Financial Services e finalmente na Telefonica, onde trabalhou por nove anos na área responsável por atender os clientes corporate.

Gordilho vai responder diretamente às diretoras-presidentes Caroline Cintra e Marta Saft, além do global commercial officer Sai Mandapaty.

A ThoughtWorks chegou ao Brasil em 2010, abrindo uma operação no Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS em Porto Alegre. Depois foram agregados São Paulo, Recife e Belo Horizonte. 

Em 2017, a empresa tinha 515 funcionários no país.

A empresa aparece com frequência em rankings de melhores para trabalhar e tem bastante apelo com jovens profissionais.

Parte do motivo está no no compromisso com uma estrutura de RH alinhada com os princípios de métodos ágeis de desenvolvimento de software.

Outra parte, para usar os termos da missão da empresa publicados no site, é oriundo do compromisso com “inúmeras causas” e “mudança social positiva”, o que se reflete em uma quantidade de projetos voluntários e uma política de contratações que preza a diversidade adotada bastante antes de isso se tornar um lugar comum na área.

A ThoughtWorks foi comprada em 2017 por um grupo de fundos de investimento liderado pela Apax Partners, mas não há notícias de mudanças importantes na gestão da empresa desde então.