Eisler Voigt. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A gaúcha Voiza firmou uma parceria com a IBM para agregar os produtos da plataforma de software Websphere a seu portfolio.

Com isso, a companhia passa a vender o WebSphere Application Server (WAS), WebSphere Operational Decision Management (WODM), para automatizar aplicativos e processos, e WebSphere Enterprise Service Bus (WESB), para integração de aplicativos e serviços, inclusive arquitetura SOA.

A aliança também agrega à oferta dos gaúchos o IBM Business Process Manager, para design, execução e monitoramento de processos, WebSphere MQ File Transfer Edition, para transferência de arquivos entre sistemas, e Smarter Commerce, para gestão de cadeias de fornecimento - de compras a logística, marketing, vendas e serviços.

A parceria é uma aposta da Voiza no respaldo da nova aliada no segmento middleware: segundo relatório do Gartner de abril de 2012, a Big Blue se mantém líder deste setor pelo 11º ano consecutivo em marketshare, com fatia de 32,1% e crescimento de 12,4% no último ano.

O acordo reforça a estratégia da companhia gaúcha, que tem sede em Pelotas e unidade em Porto Alegre e, durante a Bits 2012, anunciou também uma ailança com a portuguesa ATX.

A européia aposta nos parceiros para marcar presença no Brasil, com meta de ter pelo menos dez contratos fechados em um ano e 40% do faturamento global por aqui em 2014.

Para tanto, além de Voiza, a empresa também já selou acordo com a também gaúcha DBServer e e outros quatro canais no Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará e Belo Horizonte, com meta de chegar a 20 até o fim do ano.

A tecnologia da ATX permite automatizar parte do trabalho de migração de sistemas legados em Oracle Forms, Visual Basic e Cobol para linguagens mais recentes como Java e .Net.

Através de ferramentas que identificam trechos do código não usado ou repetidos, além de automatizar o processo de “tradução”, o software reduz o trabalho em uma média de 30%, com picos de 45%.

Conforme o diretor de Desenvolvimento de Negócios da Voiza, Eisler Voigt, com base na oferta da ATX a meta é obter cerca de 30% dos negócios gerais este ano, além de incrementar a carteira de clientes, que hoje traz nomes como Zaffari, Vivo, Renner e CIEE-RS, entre outros.