Cassio Bobsin, CEO da Zenvia.

A Zenvia será a fornecedora de SMS dos Correios em um novo serviço que enviará alertas sobre o status de entrega de encomendas PAC e Sedex.

Em nota, a companhia não revelou o valor do contrato. Uma pesquisa no Diário Oficial, no entanto, revela que o mesmo foi assinado em dezembro do ano passado, com vigência de um ano e valor total de R$ 10,54 milhões.

O contrato foi inicialmente assinado pela BWMS e foi transferido para a Zenvia em março. A BWMS (razão social da Comunika SMS) fechou uma fusão com a Human, criando a Zenvia ainda em 2011. 

O novo serviço de acompanhamento das entregas já está em funcionamento e é gratuito para os clientes em todo o Brasil. A novidade faz parte da Entrega Interativa dos Correios, um conjunto de serviços que está sendo implantado pela empresa desde 2013.

Ao consultar o status de uma encomenda na página de rastreamento de objetos dos Correios na Internet, o usuário pode informar o número do seu celular e acompanhar o passo a passo da entrega. 

Ele pode ainda informar o número dele e do destinatário da encomenda no ato da postagem do objeto nas agências físicas ou em alguns casos de pré-postagem eletrônica.

O potencial para envio de SMS é enorme. Em 2010 foram feitas 171,98 milhões de remessas pelo Sedex, serviço que é líder do segmento de remessas expressas no Brasil.

“Vemos as mensagens móveis como a forma mais simples e universal de levar informações e serviços ao consumidor. Hoje somos a maior empresa brasileira do segmento, e acreditamos no grande potencial dessa iniciativa”, diz Cassio Bobsin, CEO da Zenvia.

Na segunda etapa do projeto, prevista para o segundo semestre deste ano, nos casos em que a primeira tentativa de entrega não pôde ser concluída com sucesso, será possível agendar nova tentativa de entregas e corrigir endereços por meio de SMS. 

As ferramentas estão em processo de homologação interna nos Correios para adequação de sua logística e de sua operação.

Além do sistema de mensagens, a Zenvia fornece aos Correios um sistema para administração e acompanhamento do fluxo de entregas e do cumprimento dos prazos acordados, via relatórios específicos.

Com sedes em Porto Alegre e São Paulo, Zenvia registrou receita de R$ 154 milhões em 2014 e espera crescer 80% em 2015, chegando a um faturamento aproximado de R$ 275 milhões.

A empresa, que divulgou planos de abrir capital até 2020, recebeu no ano passado um aporte de R$ 71 milhões dividido meio a meio entre o BNDESPar e o fundo de investimentos DLM.

A Zenvia tem feito aquisições em série. Além da fusão com a Comunika em 2011, criando a líder em SMS corporativo no Brasil, a empresa adquiriu no anos seguinte a Purebros, líder em soluções de carrier billing no país, e em 2013 incorporou a startup Zynk, focada em distribuição de conteúdos para smartphones, divulgando um investimento de R$ 5 milhões na empresa.

Em março desse ano, entrou na lista a área Serviço de Valor Agregado (VAS) da Spring Mobile Solutions.