Dinheiro na mão do empreendedor brasileiro. Foto: flickr.com/photos/dubem.

O BNDES lança na próxima semana o edital do Criatec II, um fundo de capital semente que terá capital de R$ 170 milhões para investir em 36 empresas inovadoras.

Uma novidade em relação ao Criatec I é que o teto de faturamento das investidas poderá ser superior aos R$ 6 milhões da primeira versão. O capital também será 70% maior.

Em 2013, o BNDES planeja lançar o Criatec III.

No momento, o banco procura gestores de fundos de investimento para gerir o fundo, responsável por montar equipes regionais em diferentes estados para selecionar as empresas nas quais o fundo vai investir.

Segundo matéria do Valor Econômico, o BNDES poderá participar com até 80% do patrimônio do fundo.

O Banco do Nordeste (BNB) e o Badesul, banco de desenvolvimento do Rio Grande do Sul, serão cotistas do fundo e terão acima de 20% de participação, informa o Valor.

Uma empresa catarinense foi apontada como um dos cases de sucesso do Criatec I.

A Cianet, que faz produtos para banda larga, pulou de um faturamento de R$ 3,5 milhões em 2008 para R$ 20 milhões neste ano, afirma a publicação.