Herberto Yamamuro, presidente da NEC no Brasil. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A NEC, empresas provedora de soluções convergentes de redes de comunicação e tecnologia da informação, registrou no primeiro semestre de 2012 um crescimento de mais de 50% em seu faturamento no Brasil.

A alta no faturamento foi constatada em comparação com o mesmo período em 2011, quando a NEC encerrou o ano com um aumento de 17%, atingindo uma receita líquida de R$ 315 milhões.

Até o fim de 2012, a expectativa é manter o ritmo de crescimento do primeiro semestre.

Segundo a empresa, esses resultados refletem a estratégia de crescimento da companhia na América Latina, com o objetivo de ampliar e acelerar os negócios regionais. O posicionamento faz parte da estratégia global de regionalização.

Este posicionamento abrange cinco principais localidades: Ásia-Pacífico, China, EMEA (Europa-África-Oriente Médio), América do Norte e América Latina, além do Japão.

Além disso, o mercado de TI e telecom está aquecido, contribuindo para os resultados obtidos.

O crescimento tem sido fomentado pelos altos investimentos públicos e privados, decorrentes da proximidade dos grandes eventos esportivos que ocorrerão no Brasil, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.
 
De acordo com Herberto Yamamuro, presidente da NEC no Brasil, o país continua no foco dos holofotes internacionais devido à sua economia e à projeção mundial crescente.

“O Brasil precisa aproveitar este momento de modernização e criar diferenciais para a sociedade e, em um mundo globalizado, a tecnologia desempenhará um papel fundamental para o sucesso”, analisa.

MODERNIZAÇÃO

O setor de TI e de Telecom deverá investir mais de US$ 30 bilhões anuais nos próximos anos e a NEC deverá aproveitar a oportunidade para trazer ao Brasil conceitos de modernização, que já são realidade internacionalmente.

Novos modelos de negócios em cloud computing; soluções para arenas de entretenimento e estádios; projetos de mobilidade urbana; soluções integradas de segurança; rastreabilidade; infraestrutura de TIC para empresas, governos e operadoras, especialmente aplicações em OSS e Femtocell; plataforma LTE; ferramentas para TV Digital; smart energy; entre outras.
 
O crescimento da empresa também é resultado dos altos investimentos em novas soluções dentro do conceito de smart cities, contribuindo efetivamente para o resgate da infraestrutura social do país.

“A NEC tem participado de diversos projetos de desenvolvimento tecnológico, que consolidaram a posição da empresa no mercado. Nosso objetivo é contribuir para criação de um novo paradigma na evolução dos serviços ao cidadãos e usuários para os governos, empresas e operadoras de telecomunicações”, destaca Yamamuro.

No Brasil, a companhia participa de diversos projetos para a construção das cidades inteligentes.

É o caso da Arena Pernambuco, projeto em parceria com o Grupo Odebrecht, que propõe uma nova arena multiuso, responsável por promover o desenvolvimento urbano nesta área da região metropolitana de Recife.