Carlos Horn.

Tamanho da fonte: -A+A

Carlos Horn, vice-presidente e diretor de planejamento do BRDE, foi reeleito presidente da Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (ABDE), entidade que reúne as instituições de fomento e desenvolvimento do país.

Graduado em Ciências Econômicas pela UFRGS e doutor em Industrial Relations na London School of Economics and Political Science, Horn fica à frente da entidade até 2015.

Entre as metas apresentadas pelo presidente estão a ampliação do portfólio de atividades da entidade e o fortalecimento o Sistema Nacional de Fomento (SNF), formado por bancos de desenvolvimento, banco cooperativo, bancos mistos com carteira de desenvolvimento, agências de fomento, Finep e Sebrae.

A primeira gestão de Carlos Horn à frente da ABDE foi marcada pela consolidação do SNF, desenvolvimento do planejamento estratégico da entidade e parcerias com o BNDES, o BID e a Associação Latino-Americana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento (Alide).
 
Aristóteles Alves de Menezes Júnior (Desenbahia), Antonio Carlos Sampaio Quintiliano (Desenvolve/AL), Antonio Carlos Sampaio Quintiliano (Sebrae), Guilherme Narciso de Lacerda (BNDES), Rogério de Paula Tavares (Caixa Econômica Federal), Rubens Rodrigo Filho (Bancoob), Milton Luiz de Melo Santos (Desenvolve SP), Paulo Roberto Evangelista de Lima (BRB), Valmir Rossi (Banco da Amazônia).

O conselho fiscal conta com Luiz Antônio Faustino Maronezi (Goiás Fomento), Luiz Antônio Faustino Maronezi (AGFPE) e Reinaldo Kazufumi Yokoyama (Banco do Brasil).