Curitiba assinou uma linha de financiamento de R$ 76 milhões para TI. Foto: Paulo Nabas/Shutterstock.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, assinou na terça-feira, 22, a contratação de uma linha de financiamento de R$ 76 milhões que será aplicada na melhoria da gestão pública e na ampliação de serviços eletrônicos da administração municipal.

Os recursos são provenientes do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), do BNDES, e eram pleiteados pelo município há três anos. 

Com 10% de contrapartida municipal, o programa de investimento prevê um total de R$ 84 milhões na contratação de serviços e equipamentos em três áreas-chave: infraestrutura digital, georreferenciamento territorial e geoprocessamento e modernização da administração municipal.

Segundo o secretário municipal de Informação e Tecnologia, Paulo Miranda, o programa estabelece como meta a modernização e ampliação da infraestrutura de tecnologia digital integrada, que irá melhorar a capacidade de pensar e executar a TI do município, possibilitando a oferta de mais serviços eletrônicos.

Segundo Miranda, a Prefeitura mantém duas frentes de fortalecimento da governança interna em TI: o investimento em infraestrutura e sistemas, por meio do PMAT, e a capacitação de servidores na área. 

Miranda explica que a criação do projeto de referenciamento territorial e geoprocessamento tem o objetivo de fazer um novo mapeamento da cidade e criar uma base única de dados, que será aberta à população.

Outro objetivo da nova estratégia digital é de automatizar e agilizar os processos administrativos da prefeitura e modernizar os canais de relacionamento com a população  

“Nossa intenção é acabar com os processos em papel e melhorar o tempo de resposta às solicitações do cidadão. Precisamos universalizar a oferta de serviços eletrônicos. Com o tempo, queremos que o sistema reconheça o mesmo cidadão que utilize um serviço de saúde municipal, o cartão transporte e que paga o IPTU, por exemplo”, completa.