Tallis Gomes. Foto: divulgação.

A Easy Taxi, app mobile para pedir táxis, recebeu uma nova rodada de investimentos. Desta vez o aporte é de R$ 15 milhões, vindo do fundo Rocket Internet e da holding iMena.

Segundo destaca a companhia, o investimento será empregado na expansão da empresa brasileira nos países do Oriente Médio e Norte da África, com o plano de firmar a Easy Taxi como uma marca global.

"O Oriente Médio e o Norte da África são regiões promissoras, visto o impacto que a ferramenta pode contribuir para a melhoria do trânsito e busca de táxi nas cidades", afirmou Tallis Gomes, CEO da empresa.

Em junho, a empresa recebeu um aporte de R$ 30 milhões, realizado pelo fundo LIH (Latin America Internet Holding), empresa da Rocket Internet e da Milicom, para reforçar a estratégia de expansão no Brasil e países vizinhos na América Latina.

Disponível para iOS, Android, e suporte para Windows Phone e Blackberry, o app é gratuito para o usuário e já registrou mais de 1,8 milhão de downloads e possui mais de 70 mil taxistas cadastrados.

Lançada em abril de 2012, a Easy Taxi atua hoje em 27 cidades brasileiras - Belém, Vitória, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Aracaju, João Pessoa, São Luís, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Niterói, Porto Alegre, Recife, Campinas, Barretos, Florianópolis, São José dos Campos, Rio de Janeiro, Salvador, Santos e São Paulo.

Internacionalmente, o serviço já é oferecido em 29 cidades em 19 países - Colômbia, Paquistão, Peru, Chile, México, Venezuela, Argentina, Coréia do Sul, Nigéria, China, Egito, Gana, Filipinas, Tailândia, Uruguai, Equador, África do Sul, Costa do Marfim e Arábia Saudita,

No modelo de negócio da Easy Taxi, não há cobrança de mensalidade para o taxista, apenas o custo de R$ 2,00 por corrida concluída.