O ticket médio da Balck Friday deste ano deve chegar a R$ 422,39. Foto: Aaron Amat/Shutterstock.

O Busca Descontos, responsável pelo site Black Friday, e a ClearSale preveem um faturamento de R$ 978 milhões para o e-commerce durante a Black Friday, que acontece no dia 27 de novembro.

Ainda de acordo com a estimativa, o ticket médio deste ano deve ultrapassar a marca de 2014, de R$ 416,75, chegando a R$ 422,39. 

“Os dados mostram uma expectativa de crescimento de 10% em relação a 2014, o que é relevante em um ano economicamente mais complicado. Além disso, a previsão é o consumidor valorize ainda mais seu dinheiro, pesquisando mais as ofertas”, afirma Juliano Motta, diretor de operações da BlackFriday.com.br.

O levantamento mostra também o que as empresas esperam em relação ao comportamento de compras ilegais durante o período. No dia 27, é prevista uma soma de R$ 15 milhões em tentativas de transações indevidas. 

"Na Black Friday, a preocupação maior do consumidor deve ser com outros pontos importantes na hora da compra. Se a loja só aceitar boletos bancários e transferências eletrônicas, por exemplo, desconfie", comenta Omar Jarouche, gerente de Inteligência Estatística da ClearSale.

Outra pesquisa revela que, mesmo com problemas vistos no passado, que chegaram a apelidar a data de Black Fraude, os consumidores devem apostar na promoção.

Uma pesquisa realizada pelo Zoom, site comparador de preços e produtos, revela que 71% dos 20 mil entrevistados pretendem comprar na Black Friday se encontrarem bons descontos. Os demais entrevistados (28%) afirmaram não terem dúvidas de que comprarão e apenas 1% não tem intenção de aproveitar o evento.

Mesmo assim, os consumidores estão cautelosos por causa da instabilidade da economia. Por isso, 66% dos entrevistados avaliarão se irão gastar menos por conta da crise dependendo dos descontos que encontrarem, enquanto 30% pretendem efetivamente pisar no freio nas compras e apenas 4% afirmam não terem a intenção de diminuir os gastos.

Entre as lojas participantes da Black Friday de 2015 estão Marisa, GM, Nespresso, Hering, Privalia, Lojas Colombo, Hotel Urbano, Mercado Livre, Saraiva, HP, Netfarma, CVC, Bestday e Azul.

No ano passado, os balanços sobre vendas da Black Friday foram variados. Enquanto a ClearSale e o Busca Descontos afirmaram que o evento movimentou R$ 871,9 milhões, a E-bit colocou o valor em R$ 1,6 bilhão, enquanto a Conversion avaliou a movimentação da data em R$ 1,3 bilhão.