Washington Tavares. Foto: divulgação.

A Tacira, companhia brasileira especializada em projeto tecnológicos para cidades inteligentes (smart cities), iniciou operações em sua filial em Londres.

Segundo a empresa, o foco principal da unidade é a pesquisa e desenvolvimento de fornecedores e parceiros de negócios, assim como a homologação de parceiros operacionais em países do velho continente.

Além disso, a filial visa estabelecer ligações players experientes que possam abrir frentes em países europeus e latino-americanos. O escritório será coordenado pelo inglês Guy Redmill, profissional da Red Mill Associates (RMA), parceira da Tacira e empresa global da área de marketing e desenvolvimento de negócios.

A Tacira pretende fechar um primeiro contrato para desenvolvimento de projeto de cidade inteligente na Europa até julho de 2016.

“Nosso objetivo é contar com nossos parceiros na região para entender a melhor forma de introduzir nossa plataforma naquele mercado”, destacou Washington Tavares, CEO da Tacira.

De acordo com os executivos, o objetivo da Tacira é atuar em projetos para municípios que ainda não estejam trabalhando esse conceito. O foco serão cidades de 200 mil habitantes, como Liverpool, onde ainda não existem serviços digitais disponíveis aos cidadãos, porém com ótima infraestrutura.

Com sede em São Paulo, a Tacira possui atualmente com três projetos-piloto em andamento no país - um na de Águas de São Pedro, interior de São Paulo, outro em Lavras, sul de Minas Gerais, e o terceiro em Itatiba, também no interior de São Paulo - e quer escalar o número de projetos e parceiros.

Em outubro a empresa contratou Kátia Galvane, ex-Vivo, para ocupar a posição de Chief Commercial Officer (CCO) da companhia, coordenando a estratégia de expansão e novos negócios, assim como será responsável por estabelecer alianças no mercado de smart cities, educação e saúde digital.

A companhia estima que nos dois primeiros anos de operação sua tecnologia beneficie cerca de 10 milhões de cidadãos.