Donald E. Brown, fundador e CEO da Interactive Intelligence. Foto: Divulgação.

A Interactive Intelligence, fornecedora global de soluções de computação em nuvem e serviços desenvolvidos para aprimorar a experiência do cliente, faturou US$ 341,3 milhões no ano de 2014, um crescimento de 7% em relação a 2013.

As receitas recorrentes aumentaram 27%, atingindo US$ 187,4 milhões, representando 55% do total de receitas. 

As receitas baseadas na nuvem tiveram um crescimento de 77%, atingindo US$ 60,5 milhões. 

Em 2014, as receitas de produtos foram de US$ 99,2 milhões, e as receitas referentes a serviços foram de US$ 54,7 milhões, em comparação com US$ 117,7 milhões e US$ 52,6 milhões, respectivamente, em 2013.

“O quarto trimestre representou um forte encerramento de um ano importante para a empresa. Além de continuar a conquistar mais market share devido à forte demanda por nossos serviços na nuvem, efetivamente nos preparamos para disponibilizar novos serviços multiusuários na nuvem em 2015”, declara Donald E. Brown, fundador e CEO da Interactive Intelligence. 

Segundo Brown, o resultado anual comprova o acerto da estratégia da Interactive Intelligence. 

“Contamos com um número crescente de novos clientes baseados na nuvem, além da expansão das bases instaladas de serviços já existentes. Nossos resultados também mostram nosso sucesso em projetos high end, com um número crescente de grandes pedidos, especialmente acima de US$ 1 milhão”, acrescenta Brown.

A perda operacional foi de US$ 17,8 milhões, em comparação com o lucro operacional de US$ 14,4 milhões em 2013.  

A empresa usou US$ 1,7 milhões em fluxo de caixa para operações; US$ 21,4 milhões para despesas de capital, que incluíram a contínua expansão de sua infraestrutura na nuvem; US$ 20,4 milhões para custos de software capitalizados; e US$ 9,2 milhões para uma aquisição.