A prática já é comum em outras unidades da companhia. Foto: flickr.com/photos/itripped.

A Google permite a presença de cães na sua unidade brasileira desde o fim do ano passado. A prática já era comum nos outros escritórios da companhia, mas para que fosse permitida no Brasil, uma política canina foi criada.

Uma das ações foi consultar todos os vizinhos do prédio sobre a possibilidade de subir os animais pelo elevador de serviço.

Além disso, foi determinado que apenas cachorros que possam ser carregados no colo podem frequentar o escritório. 

“Estamos no 18° andar. Se toca o alarme de incêndio, como vou levar um São Bernardo para baixo?” exemplificou ao jornal Folha de S. Paulo Igor Lima, colaborador que ajudou a criar as normas para o tema e dono da buldogue francesa Catharina.

Da mesma forma, é preciso consultar os colegas próximos se eles gostam de animais ou se têm alergia. 

Mesmo que seja permitido levar o companheirinho todos os dias, os colaboradores contaram à Folha que a visita é feita em média uma vez ao mês por mudarem muito a rotina profissional do ambiente. 

Porém, a advogada Natália Kuchar, dona da shitzu Kim, destaca que a presença de um cachorro deixa o local mais leve. 

“As pessoas são mais legais com o departamento jurídico. Em vez de chegar falando ‘Preciso disso para já!’, dizem ‘Não precisa ter pressa, olha que cachorro bonitinho”, contou ao jornal.