Fernando Meirelles.

Na batalha por aumento de participação no mercado de ERP, os principais players, Totvs e SAP, seguem empatados nas áreas onde tradicionalmente são fortes, com ganhos mínimos de participação e muita pressão: uma disputa à moda das placas tectônicas. 

Até o final de 2013, a Totvs dominou a faixa que envolve empresas que possuem entre 170 e 700 teclados, com 41% de participação, ante 24% da SAP, 17% da Oracle e 18% de outras empresas.

No segmento de empresas menores, com até 170 teclados, a liderança da Totvs é mais significativa, com 52% frente a 9% de SAP e Oracle e um número importante de outros, com 30%.

Quando a faixa muda para empresas com mais de 700 teclados, a empresa alemã passa a ser a líder, pouco mais da metade do mercado, 52%, contra 21% da Oracle, 20% da Totvs e 7% de oturas empresas. 

Os dados fazem parte de pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV), apresentada nesta quinta-feira (24), em São Paulo. O estudo mediu o mercado de software ao longo de 2013 entrevistando 6 mil empresas.

Na comparação com os números dos anos passado, os dados mostram um mercado se polarizando lentamente em torno de SAP e Totvs, com os alemães ganhando pontos. 

O estudo de 2012 era levemente diferente na categorização das empresas, com grupos divididos em até 160, de 160 até 600 e acima de 600.

Comparando as faixas, no entanto, é possível ver que a mais inalterada das três é das empresas menores, no qual a Totvs ficou igual e tanto SAP quando Oracle ganharam um ponto percentual cada uma, a custas dos outros softwares, que perderam dois pontos.

Na faixa intermediária, a SAP ganhou três pontos percentuais e a Totvs um. Os perdedores foram a oracle, com menos um ponto e os outros softwares, com três.

Na camada mais alta, chama atenção a saída do levantamento da Infor, que em 2012 contava com 5% de participação e em 2013 não chegou a ser incluída, figurando entre as outras, que agora totalizam 7%. A SAP ganhou um ponto, a Totvs perdeu um e Oracle permaneceu igual.

“É um mercado já muito consolidado e os principais competidores procuram crescer no território do outro, onde há espaço”, disse o professor Fernando Meirelles, coordenador do levantamento, explicando a velocidade geológica da movimentação dos markets share.

Meirelles citou os esforços da SAP por popularizar o Business One em uma área onde os produtos da Totvs são mais disseminados, que até agora renderam para a multinacional uma base de 1,7 mil clientes de B1 no país, segundo os últimos números divulgados.

Por outro lado, segundo Meirelles, a Totvs ainda sofre muita resistência nas grandes corporações porque seu software não é tão pesado e completo como o da SAP. 

Nos últimos meses, o Baguete Diário relatou a migração de alguns dos antigos clientes da Totvs, hoje na faixa de cima do levantamento da FGV, no sentido de migrar para SAP. O grupo inclui Kepler Weber, Medabil e Tupy.

A boa notícia para todos os players no mercado é o aumento das compras na área de TI. Hoje, as empresas gastam e investem 7,5% de sua receita em tecnologia, valor que dobrou nos últimos 14 anos.

O custo anual por usuário, gastos e investimentos totais no ano dividido pelo número de usuários, subiu para R$ 26,5 mil, valor que antes girava em torno de R$ 23 mil por usuário.