O kit Cardioemotion pode sair por R$ 710. Foto: Divulgação

Combater o stress através da “integração entre corpo e mente”. A proposta, com um que de esotérica, é objetivo da Neuropsicotronics (NPT), uma startup criada por Marco Coghi, fisioterapeuta e professor da USP.

A empresa desenvolveu o Cardioemotion, um kit de R$ 710 que inclui um software para computador, sensor para orelha ou dedo e um pen drive para receber as informações do sensor. O kit está a venda no site da empresa.

Os criadores garantem que a tecnologia pode ser usada para combater problemas como o estresse, hipertensão, insônia, síndromes do pânico e até depressão, através dos batimentos cardíacos.

Apesar dos componentes do kit serem simples, Coghi revela que há muita complexidade na tecnologia envolvida.

“Há um cálculo matemático bem complexo para analisar o equilíbrio fisiológico entre respiração, batimento cardíaco e pressão arterial do paciente. Foram necessários seis anos de pesquisa para chegarmos nesses resultados” comenta o empreendedor, que começou a trabalhar no Cardioemotion após ter um sério problema cardíaco.

O instrumento pode ser utilizado por qualquer um. Seja especialista, terapeuta ou até mesmo um usuário não envolvido com a área da saúde mas que deseja melhorar sua qualidade de vida.

O professor ressalta que o Cardioemotion não é, necessariamente, um tratamento alternativo mas sim, uma ferramenta complementar interativa.

“Houve um caso no qual uma psicóloga utilizou o kit com uma criança de seis anos, que tinha sério décift de absorção do conteúdo da escola. Os resultados são sempre positivos” salienta.

Coghi reuniu ao longo de oito anos uma equipe de especialistas em eletrônica, fisiologia, psicologia e ciência da computação.

O foco das vendas está nos profissionais de saúde, ligados a terapias e usuários que tenham dificuldades com o estresse, como hipertensos ou vestibulandos.

As vendas aumentaram 40% no ano passado, garante Coghi, sem detalhar números.

COMO FUNCIONA

O professor explica que o uso do kit é simples e auto-explicativo. Quando o usuário coloca o DVD no computador, já tem à disposição um tutorial para guiá-lo na instalação dos aparelhos.

Em seguida é necessário conectar o dispositivo USB no computador e ligá-lo ao sensor para medir os batimentos.

A partir daí são nove opções de exercícios que se igualam a jogos. Quando a pessoa está equilibrada, o game, em primeira pessoa, realiza um passeio num cenário virtual.

Ao perceber que o batimento da pessoa ficou irregular, o jogo estabiliza e retorna ao primeiro cenário.

Ao executar o softwares no computador, a pessoa recebe notas de 0 a 10 conforme o desempenho alcançado. Quanto maior a nota, maior o estado de equilíbrio nervoso autônomo. Os especialistas recomendam práticas diárias de 20 minutos.