Vinicius Pessin, CEO da E-Smart. Foto: Reprodução.

O ImagineCommerce 2015, promovido pelo eBay para apresentar casos de sucesso e lançar novidades tecnologicas do mundo do e-commerce, premiou E-Smart com o Partner Excellence Award pelo projeto da nova Saraiva Webstore, implementada em setembro de 2014. 

Segundo a empresa, entre os fatores que renderam o destaque foram o prazo recorde de implementação, o aumento de taxa de conversão e a alta performance proporcionadas pela nova plataforma.

O projeto da Saraiva WebStore foi apresentado no palco principal do ImagineCommerce em uma conversa entre Mark Lavelle, vice-presidente e gerente geral do eBay, Lucas Correia dos Santos, diretor de E-Commerce da Saraiva, e Udi Shamay, diretor de Tecnologias Avançadas do eBay. 

Essa é a segunda vez que a E-Smart recebe a premiação. Em 2014, o destaque foi dado pelo fato da E-Smart ter sido a primeira empresa da América do Sul a conquistar a certificação Gold Partner do eBay.

A apresentação do site da Saraiva foi o primeiro projeto brasileiro já discutido no palco do ImagineCommerce.

Além da Saraiva, a E-Smart tem em sua carteira clientes como Marabraz, Flores Online, Porto Seguro e Lelis Blanc. A empresa foi fundada por Vinicius Pessin, ex-diretor do UOL Host e Walter Sabini Junior, fundador e ex-CEO da Virid.

O novo negócio nasceu com um capital de US$ 10 milhões, vindo de aportes dos fundos MBP - controlado pelo próprio Sabini - e Vectis. 

O Grupo Saraiva é uma companhia nacional de capital aberto com cerca de seis mil funcionários que cria e distribui conteúdo, tecnologia e serviços. 

Com 115 lojas em 17 estados brasileiros e Distrito Federal, a marca opera com uma abordagem integrada e multicanal, que oferece ao cliente produtos e serviços na Saraiva Webstore ou nas lojas físicas. 

Na operação de e-commerce, a Saraiva já se destacava mesmo antes da renovação da loja. Em 2012, quando a Amazon preparava sua entrada no Brasil, surgiram rumores de negociação entre as empresas, para que a compra da Saraiva facilitasse a chegada da Amazon no mercado. O negócio, no entanto, não se concretizou.