Divulgação, smallritual/Flickr

Tamanho da fonte: -A+A

O governo gaúcho vai investir até R$ 20 milhões num projeto de monitoramento, a ser implementado pela secretaria de Segurança Pública.

Desenvolvido em parceria com o Consórcio Metropolitano Granpal/RS – uma associação de municípios da grande Porto Alegre –, a iniciativa prevê a instalação de câmeras, rádios, iluminadores infravermelho, postes, loops de detecção de passagem de veículos e software de análise.

Segundo a secretaria, uma pesquisa de preços já está sendo realizada, mas não há previsão de início da licitação.

Na consulta pública que originou o projeto, a Granpal solicitou um sistema composto de hardware e software para coletar eletronicamente imagens de veículos que cruzarem locais previamente definidos.

O equipamento deve ser capaz de enviar as imagens a uma central via protocolo IP.

Além disso, o sistema deve ser capaz de executar funções de análises e combinações de elementos de informação para traçar padrões comportamentais e permitir análises da dinâmica criminal no município.

O edital deve prever não só o fornecimento dos produtos mas também a prestação de serviços técnicos de instalação, implantação, manutenção e treinamento.

Com a estrutura, veículos que passarem pelas câmeras serão fotografados, e as imagens serão cruzadas com arquivos de carros roubados ou furtados.

Sempre que um automóvel nessas condições for identificado, a central dispara um alarme.

De acordo com o secretário Airton Michels, o sistema vai combinar novos equipamentos com o que já existe na BR-116.

Na primeira etapa, sem data para conclusão, a rede de equipamentos vai abranger Porto Alegre, Canoas, Cachoeirinha, Gravataí, Viamão e Alvorada.

Juntas, essas cidades respondem por 71,41% dos crimes de roubo de veículos e 34,33% dos furtos de automóveis no estado, apenas no mês de abril desse ano, segundo dados da secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul.

Depois, o sistema será instalado em Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Esteio e São Leopoldo. Por último, Santo Antônio da Patrulha, Nova Santa Rita e Glorinha.