Uso de smartphones por jovens ajuda o Facebook. Foto: flickr.com/gesika22.

Não muito tempo atrás, a sabedoria universal sobre o Facebook dizia que os usuários mais jovens estavam usando menos a rede, pois ela estava sendo invadida pelos pais e afastando os adolescentes. Uma nova pesquisa sugere o contrário, conforme informações do WSJ.

A Forrester Research perguntou a 4.517 adolescentes como era seu uso de mídia social, e o Facebook saiu na frente - por muito.

Quase a metade dos entrevistados, que tinham entre 12 e 17 anos de idade, disse que estava usando Facebook mais do que há um ano.

Pesquisadores da Forrester preveem que o aumento do uso de smartphones vai ajudar a impulsionar ainda mais o uso do Facebook por adolescentes.

"Quando os adolescentes de 12 e 13 anos de hoje chegarem a 16 e 17 anos é provável que seu uso do Facebook aumente ainda mais", disseram os pesquisadores.

No relatório, intitulado "Por que o céu não está caindo sobre a rede social preferida do mundo”, um dos responsáveis, Nate Elliott, é otimista sobre o futuro da empresa. 

"Desde que o CFO do Facebook admitiu, em 2013, que os jovens adolescentes estavam visitando o site com uma frequencia um pouco menor, a maioria dos comerciantes aceitaram como verdade que os adolescentes estavam fugindo do local em massa. Mas isso simplesmente não é verdade", escreveu ele.

O estudo contradiz vários outros, incluindo um da Pew Research Internet Project, que mostrou que o interesse adolescente no Facebook estava caindo. 

A nova pesquisa da Forrester diz que a adoção do Facebook entre os jovens é muito maior do que em todas as outras redes sociais, exceto o YouTube. Além disso, o percentual de jovens que usa o Facebook o tempo todo - 28% - é maior do que o de qualquer outro serviço.

A pesquisa da Forrester comparou o uso adolescente do Facebook com o uso de outras redes sociais, como Instagram, Snapchat e Twitter. 

"Os usuários do Facebook concordaram que eles usam o Facebook mais do que qualquer outro site social", diz o relatório.

Das outras redes sociais, o Instagram é o mais próximo do Facebook em termos de uso pesado. O Snapchat foi o terceiro, seguido por Twitter, Vine e WhatsApp.