Jorge Guimarães, Presidente do Capes. Foto:Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O governo federal brasileiro vai lançar no segundo semestre a abertura de créditos educativos para alunos de mestrado e doutorado em faculdades particulares.

A aposta para ampliar o acesso é o Fundo de Financiamento Estudantil [Fies] que poderá beneficiar 25 mil alunos na rede de pós-graduação das universidades privadas.

Em entrevista ao Estadão, o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior [Capes], Jorge Guimarães, afirmou que o lançamento ocorrerá nos próximos meses e "será um sucesso, pois atenderá à grande demanda das instituições não públicas, além de reduzir a inadimplência", comenta.

Atualmente, alunos dos programas de pós-graduação em universidades privadas já contam com direito às bolsas do Capes, de R$ 1,5 mil para mestrandos e R$ 2,2 mil para doutorandos.

Além disso, o programa contará com regras iguais às da graduação, com financiamento parcial e integral e início do pagamento um ano e meio após a formatura.

O crédito será concedido para cursos avaliados pelo Capes, não incluindo MBAs ou especializações. Atualmente o Fies atende a mais de 1,5 milhão de financiamentos.