INOVAÇÃO

Ooli: aplicativo foca segurança pessoal

24/06/2014 14:48

Com apenas um toque, o usuário mantem informado uma rede de até cinco pessoas, sobre suas movimentações.

David Nahon e Tiago Calegari. Foto: Alex Bandeira

Tamanho da fonte: -A+A

Avisar pessoas de confiança que você está bem ou que precisa de ajuda se tornou mais fácil com o lançamento do aplicativo Ooli. Focado em segurança pessoal, com apenas um toque, o usuário mantem informado uma rede de até cinco pessoas, sobre suas movimentações.

Criado pelo gaúcho Tiago Calegari e pelo belenense David Nahon, o aplicativo está disponível - inicialmente - para sistemas iOS. Calegari explica que a plataforma oferece seis opções de ocorrências: alerta, incêndio, acidente, furto, estou bem e emergência médica.

“Além de enviar o tipo de ocorrência, ele também disponibiliza um mapa de localização, para que a pessoa que recebeu a solicitação possa decidir qual a melhor ação a ser tomada” comenta. 

O executivo ressalta ainda que tudo é feito com apenas um toque, diminuindo o tempo e a necessidade de digitar, em casos por exemplo, de um acidente de trânsito, quando você não consegue pensar direito por razão do susto, comenta.

Tiago Calegari é empreendedor formado e pós-graduado em administração de empresas e consultor na área de segurança e tecnologia. David Nahon é especialista em segurança, pós-graduado em Gestão Financeira e especializado na Academia Israelense Contra Terrorismo (ISCA).

Os sócios investiram inicialmente R$ 250 mil para desenvolver a plataforma que concentra cerca de 1 mil usuários ativos. A estimativa é alcançar mais de 10 mil usuários até o final do ano.

Para rentabilizar o projeto, já que o app é gratuito, os criadores pretendem investir em personalização da plataforma para empresas interessadas, além de servir como cartão de visita para o desenvolvimento de outras aplicações relacionadas à comunicação.

“Com a vinda de muitos estrangeiros ao país, nós podemos, por exemplo, oferecer o serviço a hoteis, criando um meio de comunicação ágil e facilitado a comunicação entre os hóspedes e o hotel, casos venham a se perder ou sofrer algum susto”, explica.

Outra utilização proposta pelo executivo se refere à pais com filhos adolescentes, inclusive, uma dos motivos que inspiraram a criação do app.

“Com a vinda do Nahon para Porto Alegre, ele tinha dificuldades para saber onde suas filhas estavam, o que o preocupava muito”,  conclui Calegari.

Veja também

EITA
Ingresso.com: falhas graves de segurança?

Falhas críticas no site expõem informações desde senhas até dados cadastrais de clientes.

MOBILE
Nextel investe no 4G no Rio de Janeiro

Foram instaladas 300 antenas, que cobrem 19 bairros cariocas.  

DATA CENTERS
SanDisk adquire Fusion-io por U$S 1,1 bi

A compra é um caminho para a SanDisk ampliar seu negócio de centro de dados.

FUTURO
PTC mira na Internet das Coisas

Movimento começou a ser sinalizado em 2013, com o anúncio da aquisição da ThingWorx.

ATACADO DE ROUPAS
Brascol: segurança de produtos com RFID

Necessidade era agilizar a logística, reduzir o tempo da expedição e automatizar o sistema de compra.

COPA DO MUNDO
Smiths Detection: segurança no Beira Rio

A estrutura para o estádio faz parte de um contrato de venda de 42 equipamentos de raio X.