A Marinha americana ainda têm estações usando o XP. Foto: Divulgação.

O Space and Naval Warfare Systems Command, que controla as comunicações e informações de rede da Marinha americana, fechou um contrato de US$ 9,1 milhões para ter acesso a patches de segurança do Windows XP, Office 2003, Exchange 2003 e Windows Server 2003.

O contrato completo pode valer até US$ 30,8 milhõese ser extendido até 2017. Os três primeiros produtos citados já foram considerados obsoletos pela Microsoft, e o Windows Server 2003 vai chegar ao fim do seu ciclo de vida em 14 de julho.

A organização começou a transição para trocar de sistema em 2013, mas, em maio deste ano, o XP ainda era executado em aproximadamente 100 mil estações de trabalho.

“A Marinha depende de uma série de aplicações e programas legados que são baseados em produtos de legado da Microsoft. Até que esses apps e programas sejam modernizados ou encerrados, essa continuidade de serviços é necessária para manter a eficiência operacional”, disse Steven Davis, porta-voz do Space and Naval Warfare Systems Command, ao Computerworld.

Ainda segundo o Computerworld, a Marinha dos EUA não está sozinha no apego ao Windows XP. Aproximadamente 10% dos PCs que acessam sites usando o serviço de relatório de tráfego StatCounter estavam executando o Windows XP.