Celso Sato.

A Accesstage, especializada em gestão de pagamentos, recebimentos e tráfego eletrônico de informações financeiras, pagou R$ 2 milhões para adquirir a Kaspper Innovation, uma fábrica de softwares sob medida sediada em São Paulo.

A Kaspper é uma empresa nova, com menos de um ano de vida, fundada por Flávio Cardoso, um ex-funcionário da Acesstage.

Cardoso passou menos de um ano na companhia, como head de tecnologia. 

Antes, ele passou pelas área de tecnologia de empresas como Navita, Wow! e GXS.

A Kaspper Innovation tem a expectativa de faturamento superior R$ 3 milhões em seu primeiro ano de operação. 

"A ideia é proporcionar ao mercado uma experiência diferente de fábrica de software. A Kaspper tem o compromisso de ser parceiro do seu cliente e não só um fornecedor de soluções. E, com a entrada na Accesstage, conseguimos atuar em todo o ecossistema financeiro", destaca Cardoso, CEO da Kaspper.

Com a aquisição por parte da Accesstage, a Kaspper passa a funcionar em Jundiaí, a 60 km de São Paulo, onde a proximidade com instituições de ensino deve facilitar um aumento previsto na equipe, que deve passar de 20 para  70 funcionários.

De acordo com o presidente da Accesstage, Celso Sato, a ideia é estar sempre atentos às startups que já possuam soluções maduras e que possuem sinergia com as necessidades do mercado da Accesstage. 

"Estamos em busca de startups que possam somar ao portfólio de ofertas. No caso da Kaspper, pensamos, 'por que não investir em uma linha de negócios para atender a nossa própria demanda e oferecer os serviços ao mercado?'", argumenta o presidente da Accesstage, Celso Sato.

Em 2018, a Accesstage investiu mais de R$ 50 milhões nas startups Trustion, Movats, Negocie Online, Moneto, IN10 e CyberBlock. 

As adquiridas tem soluções de análise de dados e business intelligence, chatbots e pagamentos online para autônomos, entre outros.

Em 2013, último ano com resultados divulgados, a empresa faturou R$ 55 milhões, um crescimento de 10%. Não foram divulgados resultados nos anos seguintes. Para 2019, a empresa afirma que quer chegar a R$ 100 milhões.

A Accesstage conta atualmente com 120 mil CNPJs conectados, mais de 80 bancos e 34 adquirentes homologadas em seu ecossistema.