NOVA ESTRATÉGIA

Service IT remodela para triplicar

24/07/2012 15:49

Eduardo Gallo. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Service IT Soltuions se reestruturou, modificou a composição acionária, segmentou unidades de negócio e projeta, nos próximos três anos, dobrar a força de vendas e triplicar o faturamento, que ficou em R$ 35 milhões em 2011.

Só este ano, a meta é crescer em torno de 60%, chegando à casa dos R$ 56 milhões.

Em maio passado, Daniel Lanes Pereira, um dos fundadores da Service IT, deixou a companhia.

Com isso, a estrutura acionária ficou com Eduardo Gallo, Fernando Raupp e Leandro Torres, que assumiram as diretorias Comercial, de Tecnologia e de Serviços, respectivamente.

Outra mudança foi que, ao invés de estarem sediados nas unidades de Porto Alegre e São Paulo, como acontecia anteriormente, os três sócios-diretores passaram a ficar na capital paulista, centralizando a gestão.

A reestrurutação passa, ainda, pela criação de divisões de negócio, com equipes dedicadas às linhas de fabricantes parceiros: EMC/VMware, CA, IBM e Oracle.

A lista de parcerias inclui, ainda, Riverbed e Red Hat.

Com tudo isso, a estratégia é reforçar a posição da empresa como system integrator e incrementar a representação comercial de soluções, outsourcing e serviços profissionais.

Plano que está dando certo, garante Gallo.

“Em Porto Alegre, no que vai de 2012 já vendemos mais e já lucramos mais do que em todo 2011”, comenta o diretor Comercial. “Foi o melhor primeiro semestre de nossa história”, completa.

A carteira de clientes também mostra bons resultados: com 1,2 mil nomes registrados, a Service IT trabalhou com cerca de 400 no ano passado, fechando negócio com aproximadamente 160.

A lista inclui nomes de todos os portes – da canoense Maxiforja ao Banrisul, Renner e RBS, passando por Legião da Boa Vontade e Vivo.

Tudo atendido por uma base de 200 colaboradores, distribuídos entre as unidades de Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

A companhia também conta com uma filial em Buenos Aires, onde faturou R$ 4 milhões em 2011.

Toda a operação pautada, segundo Gallo, no provimento de soluções multimarcas, mas indo além do fornecimento de hardware, software e serviços de pós-venda.

“Somos especializados em identificar demandas e propor soluções, seja para desenhar um projeto novo ou para solucionar problemas”, conclui o executivo.

DENTRO DE CASA
Para embasar a reestruturação e garantir o crescimento, a Service IT também investiu na TI interna.

A empresa migrou do ERP Vbis para o Totvs, em um projeto que começou há dois anos, mas ainda passa por melhorias.

Além disso, adotou o CRM, da SalesForce.