Rio de Janeiro aposta no Waze para evitar tranqueiras. Foto: reprodução.

Tamanho da fonte: -A+A

Para melhorar as condições do trânsito na cidade, a Prefeitura do Rio de Janeiro, através de seu Centro de Operações Rio (COR), firmou uma parceria com o Waze, app de GPS social que oferece informações de tráfego em tempo real, com colaboração dos usuários.

Com o aplicativo, disponível para Android e iOS, o plano é estimular a comunidade de usuários a trabalhar juntos para melhorar as condições do trânsito na cidade, criando planos operacionais de trânsito feitos pela prefeitura e o COR.

Fechamento de ruas e bloqueios temporários estarão disponíveis no sistema do Waze, permitindo que os motoristas possam evitar a área bloqueada, além de saber se há incidentes ou outros problemas no trânsito.

Por sua vez, os usuários do Waze - chamados de Wazers - poderão informar o COR sobre acidentes e problemas no tráfego, comparilhando fotos e fazendo comentários sobre a situação do trânsito.

Todas as ocorrências registradas pelos Wazers serão repassadas aos 56 operadores de tráfego na Sala de Controle do COR, auxiliando na tomada de decisões operacionais.

O monitoramento do COR conta com cerca de 900 câmeras e com o apoio de equipes de campo. Segundo o chefe executivo operacional do COR, Pedro Junqueira, a colaboração do público ajudará no acompanhamento de vias que não são cobertas por câmeras de vigilância, por exemplo.

Agora o COR conta com outros milhares de olhos, que também funcionam como câmeras, para nos auxiliar a melhorar a mobilidade na cidade do Rio de Janeiro”, explica.

O primeiro teste para o uso do Waze é a Jornada Mundial da Juventude, que vai até o dia 28 de julho. Para o prefeito carioca, Eduardo Paes, a colaboração em tempo real é a tônica para uma melhor gestão do trânsito na cidade.

“Redes sociais e aplicativos como Waze potencializam a participação popular. Queremos a população cada vez mais informada e trabalhando em parceria conosco”, destaca Paes.

Criado por israelenses em 2006, o Waze já acumula cerca de 50 milhões de usuários no mundo todo, número que chamou a atenção do Google, que adquiriu a empresa no mês passado por US$ 1,1 bilhão.

Segundo analistas, a compra sinaliza um investimento grande do Google para fortalecer sua estratégia de mapeamento e negócios móveis. No Brasil, o Waze conta com aproximadamente 2,1 milhões de usuários.