Pango será usado no Estacionamento Regulamentado (EstaR) de Curitiba. Foto: Everson Bressan/SMCS.

O Pango, app que substitui parquímetros e demais mecanismos para cobrança de estacionamento rotativo, começou sua operação no Brasil com um projeto-piloto na cidade de Curitiba.

O diretor geral da empresa no Brasil será Daniel Cândido. Ele é especialista em tecnologia de trânsito e transporte, com passagens pelo Departamento Nacional de Trânsito, Departamento de Trânsito de São Paulo, Secretaria Municipal de Transporte de Campinas e Metro de São Paulo.

No projeto-piloto, a tecnologia desenvolvida pela israelense Pango Mobile Parking será usada no Estacionamento Regulamentado (EstaR) de Curitiba. 

O primeiro teste será realizado na região do Centro Cívico da cidade, com uma tecnologia de cartão eletrônico que permite comprar créditos para o estacionamento rotativo por celular ou tablet. O aplicativo  pode ser utilizado para estacionamento em 288 vagas de EstaR, distribuídas em sete ruas da região.

“Estamos abertos a conhecer novas tecnologias que facilitem a vida do motorista curitibano e ajudem o poder público a organizar melhor o trânsito na cidade”, diz a secretária municipal de Trânsito, Luiza Simonelli.

O aplicativo da Pango é utilizado em mais de 40 cidades de cinco países.

“A tecnologia do cartão eletrônico segue uma tendência mundial de utilização de tecnologias mobile em várias áreas de trabalho”, afirma o diretor geral da Pango no Brasil, Daniel Cândido.

Em outubro de 2013, a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) publicou portarias convocando empresas a apresentarem novas tecnologias para o trânsito em Curitiba. 

A da Pango é a primeira de uma série de oito selecionadas, e que deverão ser testadas até o final deste ano na cidade.

Quem optar pelo cartão eletrônico deverá acessar o site do Pango, baixar o aplicativo e seguir as instruções de cadastramento e pagamento (opções pré e pós pago). 

O cadastramento e a utilização do sistema também poderão ser feitos pelo call center da empresa, no telefone 4007-2646. 

O usuário indica o local onde estacionou seu veículo e recebe o crédito para o cartão eletrônico, sendo avisado pelo sistema quando o tempo de permanência estiver se esgotando.

Nas ruas, os agentes da Secretaria Municipal de Trânsito farão a fiscalização dos cartões eletrônicos através de tablets, que indicarão se o veículos estão cadastrados no sistema da Pango, se há créditos comprados e quanto tempo falta para vencer o crédito. 

O valor do crédito eletrônico é o mesmo do cartão do EstaR tradicional: R$ 1,50 para o estacionamento no período de uma hora. 

O projeto-piloto tem previsão de duração de 90 dias e não acarretará em custo para a Prefeitura de Curitiba.