Luis Cesar Verdi, vice presidente sênior da SAP LAC.

Tamanho da fonte: -A+A

Buscar a mesma visibilidade que a SAP tem em ERP, para as áreas de mobilidade, data base, Business Analytics, cloud e aplicações na América Latina e Caribe, o que inclui responsabilidade sobre soluções de RDS, RH em nuvem (da adquirida Success Factors) e banking.

São as novas funções de Luis Cesar Verdi, ex-presidente da SAP Brasil que em julho deste ano passou o cargo ao argentino Diego Dzodan, passando à função de vice presidente sênior da SAP LAC.

Para atingir os objetivos traçados, Verdi se baseia na combinação canais mais parceiros de soluções mais colaboração dos próprios clientes na transformação de demandas em produtos.

Somados, os fatores devem gerar  um ecossistema de alianças comerciais e incremento de portfólio, em uma estratégia que a multi batizou de Coinovação.

“Se um cliente ou parceiro quer desenvolver algo, tem uma demanda e precisa criar a solução, oferecemos a infraestrutura para que isso aconteça, o que inclui equipes, sistemas, ambiente físico, se preciso”, explica Verdi.

O espaço físico a que se refere são os laboratórios – SAP Labs, um deles instalado em São Leopoldo, na grande Porto Alegre. O SAP Labs Latin America foi o quinto a entrar na rede de Coinovação, há pouco menos de dois anos.

“Hoje, temos oito projetos de desenvolvimento conjunto em andamento no país e um já homologado como solução, inclusive, com clientes”, conta o VP.

O projeto em questão foi desenvolvido pelo parceiro mineiro Sigga e homologado significa que foi testado e certificado pelo crivo da própria SAP.

Nem todas as soluções de co-desenvolvimento entram para o portfólio da SAP – na maioria, ficam como aplicações integradas dos parceiros.

Assim, há centenas de projetos do gênero espalhados pelos laboratórios que entraram na rede há mais tempo.

O primeiro foi o do Japão, em parceria com nomes como Fujitsu e NEC. Em seguida, veio o de Palo Alto, depois Índia e Alemanha.

Agora, depois do Brasil, o projeto está se estendendo para o México.

E Verdi segura o leme da estratégia.

“Precisamos de parceiros que trabalhem pela liderança. Alcançamos isso há tempos com ERP, certamente o faremos com os demais segmentos”, finaliza o VP.

Gláucia Civa cobre o SAP Partner Summit, em Cancun, a convite da SAP.