Este é o Blackberry Passport. Foto: divulgação.

Mesmo na retaguarda da maioria dos grandes fabricantes de smartphones globais, a uma vez gigante Blackberry continua tentando. A nova investida da empresa canadense vem com o lançamento de um novo telefone chamado Passport.

A nova aposta da fabricante usa um design inusitado para chamar a atenção de possíveis compradores, segundo destaca o Business Insider. Diferentemente da maioria dos modelos atuais de telefone, com telas retangulares, o Passport conta com uma chamativa tela quadrada de 4,5".

Para completar, o Passport resgata o tradicional teclado físico da Blackberry, em uma versão "altamente sensitiva ao toque", segundo destaca a fabricante.

Ao explicar a decisão pelo design diferente, a empresa afirmou em seu blog oficial que o Passport é uma alternativa ao "mundo retangular" em que vive o mercado de smartphones atual.

Em termos mais práticos, a empresa afirmou que arquitetos, investidores, doutores e escritores podem se beneficiar com o design diferente do novo smartphone, que deve chegar às lojas em outubro por R$ 599.

"O BlackBerry Passport é como o IMAX de produtividade, e você não precisará sacrificar espaço de tela, verticalmente ou horizontalmente", afirmou a Blackberry em nota à imprensa.

Conforme executivos da companhia, o objetivo com o novo aparelho e sua abordagem pouco ortodoxa é conquistar a atenção dos compradores e com isso recuperar competitividade junto a rivais como Samsung, Apple e outros.

"A Blackberry está lutando para sobreviver. Eles ainda precisam se reinventar e desenvolver um modelo de negócios viável", afirmou o analista Brian Colello, da consultoria norte-americana Morningstar.

O fato é que a empresa canadense vem tentando, atirando para diversos lados para não perder o fôlego. Em julho, os canadenses firmaram um acordo para comprar a Secusmart, empresa alemã especializada em aplicações de criptografia anti-espionagem para dispositivos móveis. O valor da transação não foi aberto.

No início de setembro, a empresa adquiriu a Movirtu, desenvolvedora inglesa de soluções virtuais de identidade para operadoras móveis, em busca de tração no mercado empresarial de "traga seu próprio aparelho" (BYOD, na sigla em inglês).