Google vai cobrar pelos serviços na Alphabet. Foto: divulgação.

Depois de promover uma importante mudança estrutural em suas divisões de negócios com a criação da Alphabet, o Google agora pretende cobrar suas companhias-irmãs caso elas queiram usar seus serviços de infraestrutura.

Segundo informação do Wall Street Journal, companhias como a Nest (de automação residencial) e Google X (de pesquisa e desenvolvimento) - que agora operam como empresas independentes debaixo do guarda-chuva da Alphabet - poderão deixar de ter gratuitamente à sua disposição serviços de cloud da companhia-irmã.

Com a mudança, entretanto, agora as companhias serão livres para desenvolver seus projetos ou infraestrutura técnica, podendo ou não se aliar ao Google para isso.

De acordo com o WSJ, o custo que o Google poderá cobrar das outras companhias Alphabet será baseado em uma estimativa de quanto elas podem pagar por um serviço semelhante com outros provedores.

Apesar da decisão parecer uma mudança arriscada, analistas observam que a medida do Google é uma estratégia para tornar seus projetos autosustentáveis, forçando cada uma das subsidiárias da Alphabet a trabalhar com consciência de seus orçamentos e aumentando a eficiência operacional.

Para especialistas, eficiência operacional parece ser a palavra de ordem. Tirando a divisão de internet (Google), os outros negócios da Alphabet chegam a representar um prejuízo de até US$ 4 bilhões.

Além do Google, as outras empresas que compõem a Alphabet são Nest, Google X, Google Capital, Google Ventures, Sidewalk Labs, Calico, Fiber, entre outras.