Samsung não vai aumentar gastos. Foto: divulgação.

A divisão de componentes da Samsung anunciou nesta sexta-feira que um plano para conter seus gastos com produção, em função da queda da demanda por chips de computadores e smartphones.

Conforme aponta a Reuters, para 2013 a fabricante coreana manterá seu plano de investimento nos mesmos níveis que 2012. Até então, a empresa vinha em uma curva ascendente, aumentando seus gastos praticamente todos os anos.

De acordo com analistas, é esperado que a Samsung corte cerca de 4 a 20% nos gastos de capital para 2013.

A companhia, uma das empresas que mais investem no setor, vendeu um volume recorde de 700 mil smartphones por dia no último trimestre de 2012.

Um fator que contribui para a decisão cautelosa da Samsung é expectativa de que a Apple reduzirá os seus pedidos por microprocessadores, componentes usados na fabricação de dispositivos como o iPad e iPhone, aparelho que rival direto do Galaxy S III, fabricado pela... Samsung!

Não deixa de ser curioso observar que o crescimento de uma das divisões da fabricante, de uma maneira meio distorcida, foi afetado pela concorrência com ela mesma.

Claro que outros motivos também se apresentam, como um desaquecimento geral no mercado de smartphones, que segundo analistas, apresenta seus primeiros sinais de contração em 11 anos.

A Samsung disse que gastou 4,4 trilhões de wons entre outubro e dezembro, levando seu investimento de 2012 para um recorde de 23 trilhões de wons (aproximadamente US$ 21,5 bilhões).