TIM lança portal para ser transparente com clientes. Foto: divulgação.

Para informar os usuários sobre a qualidade do sinal e da cobertura oferecida em seu serviço de telefonia móvel, a TIM disponibilizará a partir de 1º de março o site Portas Abertas.

Segundo destaca o Valor, o site criado pela operadora dará aos clientes da operadora a chance de consultar como está o sinal em sua área, digitando o CEP da localidade.

Com a consulta, o poderá indicar um defeito na cobertura, como queda ou má qualidade do sinal. O retorno direto ao cliente pela operadora, no entanto, não está previsto.

A atualização do site será semanal, mas qualquer incidência na rede que leve ao comprometimento da qualidade será informada no mesmo dia, disse Roger Solé, executivo de marketing da TIM.

CONFIANÇA

Para Solé, a decisão em disponibilizar as informações abertamente tem a ver com o aumento da desconfiança do consumidor em relação às operadoras, observada pela TIM em pesquisas.

A forte interferência e as sanções da Anatel, devido ao baixo padrão de qualidade das operadoras em seu serviço foi um dos fatores que minaram as operadoras.

A TIM foi uma das que mais sofreram com o cerco da agência reguladora. A operadora teve suas vendas suspensas em 18 estados em julho do ano passado.

"Passaram a se questionar: será que esse setor tem qualidade? Será que é honesto? Decidimos, então, abrir as portas da nossa operação", destaca.

No site, um mapa interativo oferece ao consumidor a chance de conferir a cobertura da TIM em sua região. Segundo dados do Teleco, atualmente TIM ocupa a terceira colocação em cobertura nacional, com 90,8% do país atendido.

"Se não houver cobertura, é melhor que ele não compre o meu plano, porque não vai ser atendido e a reclamação de um cliente gera custo para nós", disse Solé, frisando que pelo site será possível reunir demandas e tratá-las para melhorar a cobertura.

Até 2015, a TIM pretende investir R$ 10,7 bilhões no Brasil, cerca de 12,6% a mais do que o valor previsto para o triênio de 2012 a 2014. O plano da companhia é aumentar a sua base de clientes em 28%, chegando a 90 milhões de usuários.