O Grupo Fleury conta com 160 unidades espalhadas por 40 municípios. Foto: Divulgação.

O Fleury acaba de contratar a solução DP-FISC, fornecida pela Engineering, com o objetivo de automatizar seus processos fiscais e tributários.

Com um projeto de oito meses, o grupo de medicina diagnóstica passará a apurar diretamente 754 obrigações acessórias anuais relativas as mais de 70 mil notas fiscais eletrônicas emitidas mensalmente pelas 160 unidades espalhadas por 40 municípios. 

O plano é aumentar a velocidade no atendimento das obrigatoriedades. A DIRF (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte) e a DEMED (Declaração de Serviços Médicos e de Saúde), por exemplo, terão suas entregas reduzidas de 30 para três dias. 

“Será um projeto desafiador por conta do volume, pois estamos em 40 municípios, cada um com sua legislação, o que envolve complexidade e muitos riscos. Além disso, paralelo à implementação do DP-FISC e às nossas rotinas do dia a dia, ainda contamos com as integrações que estamos fazendo das aquisições que fazem parte do plano de expansão do Grupo”, explica Gisele Schneider, gerente sênior de controladoria e tributos do Fleury.

Antes, o Grupo gerenciava seus processos fiscais em planilhas de Excel e entregava suas obrigações via BPO (Business Process Outsourcing). Agora, com uma ferramenta integrada nativamente ao seu sistema de gestão empresarial, o SAP ECC, o Fleury cumprirá as obrigações dentro de casa.

Entre as 14 empresas avaliadas para o projeto, a Engineering foi escolhida por ter uma ferramenta nativa no SAP ECC, o que elimina a necessidade de duplicação da base de dados na entrega das obrigações fiscais.

“Esse diferencial do DP-FISC promove redução de riscos fiscais, maior sinergia entre processos, melhor gerenciamento das atividades, aumento da produtividade e um acompanhamento de ponta a ponta, sem contar a modernização dos processos com os avanços tecnológicos dos procedimentos tributários, que promovem uma melhoria contínua das rotinas”, comenta Cesar Kazakevicius, diretor técnico da divisão fiscal da Engineering.

O projeto, de oito meses, compreende cinco fases de implementação baseadas em metodologia ágil e tem por objetivo periodizar as entregas das obrigações fiscais principais e acessórias, priorizando processos mais estratégicos e críticos. 

As entregas foram divididas considerando o prazo legal de apresentação das obrigações, tais como DIRF, e EFD-Reinf (Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária Substituída), DEMED, ECD (Escrituração Contábil, ECF (Escrituração Contábil Fiscal), Siscoserv (Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio) e EFD-Contribuições, que compreende 40 municípios.

Com mais de 150 empresas atendidas no Brasil, a Engineering é uma multinacional italiana com presença no país desde 2008. A empresa tem mais de 600 funcionários nos escritórios de Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Santo André e Vitória, além de uma filial em Buenos Aires.