Compra na Espanha foca expansão internacional. Foto: flickr.com/photos/concellon/

A Aceco TI, gigante brasileira de construção de data centers e centros integrados de comando e controle, fez uma nova aquisição mirando o mercado internacional e assumiu 100% das operações da Quark, companhia espanhola dedicada exclusivamente ao mercado de data centers.

Em nota, a empresa não revela o valor do negócio ou o faturamento da Quark, uma empresa com cinco anos de atuação no mercado.

Em seu site, os espanhóis divulgam cases de construção de cinco data centers Tier 3 e outros dois Tier 4, o nível máximo de certificação do Uptime Institute.

Um dos projetos mais chamativos é o design do centro da Portugal Telecom em Portugal, no qual a telco gastou € 90 milhões em uma estrutura para abrigar 50 mil servidores em 12 mil metros quadrados.

Também estão na lista de clientes organizações do porte de Inditex (empresa espanhola dona da marca Zara),  Indra, Level 3, Orange e Vodafone.

Os três sócios fundadores da Quark, Ricardo Abad, Carlos García, e Miguel Gallego, permanecerão no comando da empresa, que continuará atendendo clientes na Europa, além de apoiar as operações da Aceco TI no norte da África e América Latina.

“A Quark possui uma equipe com expertise e conhecimento técnico de nível mundial, e será fundamental na expansão dos nossos negócios na Europa e África”, explica Jorge Nitzan, presidente da Aceco TI.

Atualmente, cerca de 30% do faturamento da Aceco TI vem de projetos realizados fora do Brasil, especialmente na América Latina onde a empresa mantém operações na Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Costa Rica e México.

A Aceco tem a experiência de mais de 800 data centers e 400 projetos de centros de comando para clientes como TIM, Embratel, Ativas, Alog Equinix, T-Systems, Petrobras e BNDES.

A empresa faturou R$ 566 milhões em 2013, um crescimento de cerca de 60% em relação ao a 2012. No começo de abril, a empresa foi comprada pelo fundo americano KKR.

Não foi revelada a participação adquirida nem o valor do negócio, mas estimativas apontam que a Aceco foi avaliada em R$ 1,5 bilhão.