A Navita, especializada em soluções e serviços para a área de mobilidade, incrementa sua oferta de gestão de consumerização com o lançamento de uma consultoria focada em BYOD (sigla em inglês para Bring Your Own Device).

O foco é amparar as empresas na formatação de um plano estratégico de gestão dos dispositivos pessoais dos funcionários, usados para conexão à rede corporativa, explica o CEO da Navita, Roberto Dariva.

“A consumerização traz benefícios para colaboradores e empresas, mas é fundamental definir uma boa estratégia de gestão, plataforma tecnológica e bom plano jurídico para a consumerização”, destaca o executivo.

Já Fábio Nunes, COO da Navita, ressalta como ganho da consumerização a economia gerada às empresas pela ausência da responsabilidade pela compra dos aparelhos, facilitando que disponibilizem mobilidade às equipes.

Desde que bem gerida.

“Entretanto, a maior preocupação não são os custos, é o acesso às informações corporativas a partir de dispositivos pessoais”, pondera o COO.

De acordo com Dariva, com a consumerização a economia com a compra de aparelhos e planos de dados e voz podem chegar a US$ 80 por mês.

Além disso, há a melhora na performance dos funcionários, com acesso a informações e aos sistemas de mais locais, motivação e satisfação da equipe por usar um aparelho de sua preferência.

Com a gestão adequada, ainda é possível ter segurança, com estabelecimento de regras para cópia ou guarda de conteúdos, e controle sobre os dispositivos, em caso de perda, roubo ou desligamento do colaboradora da emrpesa.