Steve Guggenheimer. Foto: divulgação.

A Microsoft anunciou na semana passada o lançamento de uma aceleradora de startups dedicada ao segmento de automação residencial, uma parceria com a empresa American Family Insurance.

O anúncio foi feito pela empresa durante o Global Startup Day, evento da companhia em San Francisco que reúne startups e participantes das Microsoft Ventures Accelerators.

A fabricante conta com aceleradoras em cidades como Bangalore, Pequim, Berlim, Londres, Paris e Tel Aviv. A nova aceleradora voltada a automação doméstica deve ficar mesmo em Redmond, onde é o quartel-general da Microsoft. É a primeira da empresa nos Estados Unidos.

Segundo Steve Guggenheimer, vice-president de Developer Experience da multinacional, a empresa acredita que o mercado está "à beira de um nova onda" de tecnologias, com usos além dos smartphones, adotando novos dispositivos conectados.

"Com avanços em tecnologia de sensores, nuvem e analytics, as casas são a próxima fronteira para startups inovadoras. Estamos criando oportunidades para empresas criarem lares mais seguros e inteligentes", destacou Guggenheimer.

A aceleradora é aberta para empresas do mundo todo, que podem se inscrever até o dia 17 de julho neste link. A primeira turma de acelerados começa os trabalhos em agosto de 2014.

As startups ou fundadores podem ser de qualquer origem ou nacionalidade, desde que possam participar presencialmente do programa durante os 4 meses nos Estados Unidos.

Além do suporte de espaço e mentoria, a Microsoft fornecerá em parceria com a American Family Insurance investimentos de até US$ 25 mil, assim como reuniões com possíveis outros investidores.

Outro detalhe importante é que as empresas não precisam se preocupar em ter obrigação de se ater a tecnologia Microsoft. As tecnologias podem ser abertas a múltiplas plataformas.

A investida da empresa de Redmond no segmento de dispositivos residenciais é mais um indício de que uma nova batalha se aproxima no efervescente mercado da Internet das Coisas.

Empresas como Google também estão de olho neste setor. Recentemente a gigante das buscas comprou empresas como a Nest e Dropcam, especializadas em sensores de segurança e câmeras de monitoramento.